Gestão Crivella determina instalação de vidros e acrílicos para proteger motoristas e cobradores da Covid-19

Publicado em: 6 de julho de 2020

Ônibus devem ser higienizados com maior frequência

Resolução de Secretaria Municipal de Saúde foi publicada nesta segunda-feira, 06, e prevê também higienização dos ônibus no intervalo das viagens e plano de manutenção de ar-condicionado

ADAMO BAZANI

A SMS – Secretaria Municipal de Saúde do Rio de Janeiro publicou no Diário Oficial da Cidade desta segunda-feira, 06 de julho de 2020, a resolução 4.424 que estabelece medidas de prevenção para o funcionamento de diversas atividades. O cumprimento das medias é fundamental para a empresa, serviço ou estabelecimento conseguir o Selo de Conformidade com as Medidas Preventivas da Covid-19.

No setor de transportes, há uma série de ações que as empresas de ônibus, para estar em conformidade, precisam seguir.

Um dos pontos é “adotar barreiras de proteção (ex: vidro, acrílico) para separar os usuários  dos  motoristas,  cobradores  e  agentes  de  fiscalização  de pagamento da tarifa, ou garantir a utilização de proteção adicional (face-shield)”

Além disso, a resolução estabelece que as superfícies de contato do ônibus, como balaústres e pega-mão, sejam higienizadas no intervalo entre as viagens.

Também é prevista maior organização das filas nos terminas e estações para permitir o distanciamento social.

O acesso aos sanitários também deve ser controlado para evitar aglomeração.

Outro conjunto de medidas é referente à cobrança de tarifas. A preferência deve ser dada à bilhetagem eletrônica e as empresas operadoras de ônibus, barcas e sistemas de trilhos devem estimular sistemas de vendas em autosserviço (máquinas e totens de autoatendimento) para agilizar o atendimento.

As empresas de transportes também terão de disponibilizar álcool em gel a toda a hora para os funcionários e apresentarem planos de higienização de ar-condicionado dos veículos, além de intensificar a higienização de plataformas, terminais e estações.

Veja abaixo a resolução na íntegra:

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta