Prefeitura do Rio de Janeiro publica regras de distanciamento entre passageiros em pé nos ônibus

Publicado em: 30 de junho de 2020

Foi estabelecido limite de duas pessoas por metro quadrado. Foto: Pedro Henrique Paes da Silva / Ônibus Brasil.

Empresas terão cinco dias úteis para providenciar marcação no piso dos veículos

JESSICA MARQUES

A Prefeitura do Rio de Janeiro, por meio da Secretaria Municipal de Transportes, divulgou as regras para distanciamento de passageiros que viajam em pé nos ônibus. As normas foram publicadas no Diário Oficial desta terça-feira, 30 de junho de 2020.

Assim, os operadores do sistema BRT e dos ônibus convencionais deverão indicar, com adesivos ou pintura no piso dos coletivos, o local onde cada passageiro poderá ser transportado em pé, respeitando o limite de duas pessoas por metro quadrado.

As empresas terão cinco dias úteis para se adequar à medida e providenciar a marcação no piso dos ônibus. Após o prazo estabelecido, os concessionários que não cumprirem a medida estarão sujeitos à multa.

As regras foram definidas conforme estabeleceu a Resolução Conjunta entre a Secretaria Municipal de Transportes e a Secretaria Municipal de Saúde, publicada em 25 de junho de 2020.

Confira o detalhamento das regras:

regras

 

De acordo com a Prefeitura, o adesivo utilizado deverá ser o indicado no Diário Oficial do Município. Porém, o concessionário que desejar apresentar outro modelo, deverá submeter à SMTR para aprovação.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Marcos Borges disse:

    Daqui a pouco vão trazer essa medida pra SP. Mais uma medida,essa do Rio,que é até boa no papel,mas na prática,vai fracassar.

  2. Marcos Borges disse:

    Mais uma medida pra ser implantada nos ônibus,no caso,os ônibus urbanos do.Rio.E logo vão querer fazer a mesma ideia nos ônibus urbanos de SP.Olha,mais uma que não vai dar certo. Sei lá,pra amenizar um pouco a péssima situação do transporte urbano,era pôr mais ônibus nas linhas de maior demanda,pra começar. E ter mais investimentos nessa área. Mas esses políticos não andam de ônibus né?Então a realidade deles não é a de quem precisa do transporte. Engraçado que não sei se tem ainda nos ônibus atuais,mas lembro que em outras épocas eu via um pequeno letreiro nos ônibus urbanos que dizia mais ou menos assim:TRANSPORTE,UM DIREITO DO CIDADÃO,UM DEVER DO ESTADO. Então independente deles não precisar de ônibus,eles teriam que cumprir essa frase.Mas…bom.,acho que essa frase nem tem mais .

  3. andre disse:

    so tenho que dar muita risidas disso .. ideia boa, mas nao funciona … o sistema de transporte coletivo no pais, é uma grande piada … nao acompanhou a evoluçao, agora é um pouco tarde para medidas como essa

Deixe uma resposta para Marcos Borges Cancelar resposta