Metrô divulga fotos do andamento das obras da estação Vila Sônia

Publicado em: 29 de junho de 2020

Foto: Divulgação Metrô de São Paulo/Reprodução Instagram

Nova estação da Linha 4-Amarela será a mais próxima da cidade de Taboão da Serra, município vizinho à capital

WILLIAN MOREIRA

O Metrô de São Paulo, por meio de seu Presidente, Silvani Alves Pereira, divulgou em rede social imagens do andamento das obras da futura estação Vila Sônia da Linha 4-Amarela, operada pela concessionária ViaQuatro.

Silvani publicou imagens das obras civis e dos bloqueios para controle de acesso tarifado que serão instalados, todos no modelo tradicional – catraca modelo tripé ao invés de placas de vidro, mais modernas e usadas nas demais estações da linha.

Essa diferença gerou comentários na publicação, levando o Presidente do Metrô a explicar que este modelo em estações de maior fluxo é o ideal por permitir maior agilidade no embarque e pagamento da tarifa. Outra novidade é que os bloqueios aceitarão o pagamento em QR Code, modelo novo de tarifagem que há meses vem sendo testado.

Em paralelo a isto, os trabalhos de concretagem da laje nas vias 1 e 2 da linha seguem no prazo e os equipamentos e material para amarração das Lajes flutuantes foram descidos para o interior da obra.

O Governo do Estado e o Metrô estimam entregar da estação e o terminal urbano metropolitano entre dezembro deste ano e janeiro de 2021.



Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. orlando silva disse:

    PURA VERGONHA …Eu mesmo que não sou formado em engenharia, quando passo na obra, via Morato, me impressiona o montante de concreto no local. Inclusive aquela torre triangular,(será que tem algum propósito real de uso?), de quase 10 metros de altura, numa demora, que penso que ali está se levando muito dinheiro do governo doestado, como foi lá em 94/96 quando Orestes Quércia mandou fazer a nova sede da Eletropaulo, que ficou abandonada, pela Camargo Correa (tive a pachorra de ir lá ver o esqueleto e tirar foto exatamente da placa da construtora fixada numa das paredes, como prova. Abandonado foi. Virou campo de teste pra SWAT americana dar aulas à polícia paulista, Lembram? Mais>> alguém soube do montante de concreto que foi depositado onde é hoje o Parque Villa Lobo, ali no Jaguaré? Dava pra remontar um segundo Morumbi…A agencia do Banespa de Franco da Rocha inacabada, e o antigo Nasbe – administrativo do antigo Banespa, em Pirituba – inacabada. No fim da sua gestão, perdemos para banco espanhol, afundou o Banespa, e vendeu a nossa VASP….resumindo, me sinto vergonha destes governadores que se dobram à construtoras, e em cima disso a população sofre. Revista Veja de 1996, escandalos…

  2. Ivo disse:

    O custo da estação Vila Sônia é menor que o de qualquer estação da Linha 2 sob a Avenida Paulista. Isso significa que estações compactas não significam estações mais baratas.

    Os orçamentos são públicos, não é preciso inventar nada.

Deixe uma resposta