Isolamento social chega a 52% no estado de São Paulo neste domingo (28)

Na capital paulista, o índice foi de 53%. Foto: Diário do Transporte.

Informação foi divulgada pelo Governo do Estado nesta segunda-feira

JESSICA MARQUES

O índice de isolamento social deste domingo, 28 de junho de 2020, chegou a 52% no estado de São Paulo. Na capital paulista, o índice foi de 53%.

As informações foram divulgadas na tarde deste domingo, 28 de junho de 2020, pelo Governo do Estado. Os dados são medidos por meio do SIMI-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente).

O isolamento social, segundo o Governo, é uma medida importante para reduzir o contágio pelo novo coronavírus.

De acordo com as equipes de saúde do Governo do Estado de São Paulo, o índice aceitável de isolamento para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus é de 55%. O ideal é considerado acima de 70%.

O sistema tem sido contestado pelo fato de os percentuais pouco mudarem em relação há semanas atrás, quando grande parte das atividades econômicas ainda estavam fechadas.

MULTAS

Os estabelecimentos comerciais que tiverem pessoas sem máscara serão multados em R$ 5 mil, independentemente do porte.

A informação é do governador João Doria, em entrevista coletiva na tarde desta segunda-feira, 29 de junho de 2020.

Por sua vez, as pessoas físicas serão multadas em R$ 500 em espaços públicos e abertos, o que inclui o transporte coletivo.

Relembre: Estabelecimentos comerciais com pessoas sem máscara serão multados em R$ 5 mil e pessoas físicas, em R$ 500, diz Doria

NOVA FASE

O governo do Estado mudou a classificação da capital paulista que estava na faixa laranja passando a cidade para a faixa amarela, menos restritiva.

O mesmo ocorre para as regiões do ABC e Sudoeste (Cotia, Embu,Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista).

O governador João Doria anunciou em entrevista coletiva no início da tarde desta sexta-feira, 26 de junho de 2020, que a quarentena no Estado de São Paulo foi prolongada de 29 de junho a 14 de julho para a aplicação das fases.

Apesar de a liberação de algumas atividades como bares e restaurantes com atendimento em local aberto e salões de beleza já ser possível a partir de segunda-feira, 29, no caso da capital paulista, a abertura deve ocorrer depois da assinatura de protocolos com os setores beneficiados. Com isso, estas atividades devem abrir a partir de 06 de julho de 2020 na capital. Nas demais cidades, cada prefeito terá sua decisão.

Relembre: Cidade de São Paulo, ABC e região Sudoeste avançam para a faixa amarela da quarentena que vai até 14 de julho

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Claudio Eduardo Oliveira Barbosa disse:

    Um frio do demônio no domingo e GOVERNO DO ESTADO DE SÃO PAULO (não o site) creditam isso ao isolamento social…qual o parâmetro para medir isolamento, sendo que antes ninguém olhava isso?

Deixe uma resposta