Isolamento social no Estado de São Paulo atinge 45% na sexta-feira (26)

A capital, por sua vez, ficou no índice de 46%.

WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado de São Paulo divulgou os dados obtidos pelo Sistema de Monitoramento Inteligente (SIMI), sobre o isolamento social na sexta-feira, 26 de junho de 2020, com o estado ficando em 45% e a capital paulista em 46%.

Este é um dos fatores determinantes no Plano São Paulo para que uma das regiões do estado, possam progredir de fase ou retroceder se for constatada uma piora dos indicadores.

Na somatória dos dados divulgados sobre os dias entre 22 a 26 de junho, a variação do confinamento das pessoas pouco mudou, variando entre 46% e 45%.

QUARENTENA PRORROGADA

O governo do Estado mudou a classificação da capital paulista que estava na faixa laranja passando a cidade para a faixa amarela, menos restritiva.

O mesmo ocorre para as regiões do ABC e Sudoeste (Cotia, Embu,Embu-Guaçu, Itapecerica da Serra, Juquitiba, São Lourenço da Serra, Taboão da Serra, Vargem Grande Paulista).

O governador João Doria anunciou em entrevista coletiva no início da tarde desta sexta-feira, 26 de junho de 2020, que a quarentena no Estado de São Paulo foi prolongada de 29 de junho a 14 de julho para a aplicação das fases.

Apesar de a liberação de algumas atividades como bares e restaurantes com atendimento em local aberto e salões de beleza já ser possível a partir de segunda-feira, 29, no caso da capital paulista a abertura deve ocorrer depois da assinatura de protocolos com os setores beneficiados. Com isso, estas atividades devem abrir a partir de 06 de julho de 2020 na capital. Nas demais cidades, cada prefeito terá sua decisão.

Relembre: Cidade de São Paulo, ABC e região Sudoeste avançam para a faixa amarela da quarentena que vai até 14 de julho

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta