Curitiba terá linha de ônibus só para profissionais de Saúde

Tarifa é de R$ 4,50 e passageiros terão de apresentar crachá

ADAMO BAZANI

A partir desta segunda-feira, 29 de junho de 2020, Curitiba terá uma linha exclusiva para funcionários do setor de Saúde.

A linha vai ser operada com ônibus articulados e terá quatro partidas por dia, sendo às 6h e às 7h do terminal do Pinheirinho e às 18h e 19h da Praça Rui Barbosa.

Para ter acesso ao coletivo, o passageiro deve apresentar aos fiscais o crachá que comprove o trabalho no setor de Saúde.

Para os empregados terceirizados que atuam em hospitais, a Urbs – Urbanização de Curitiba S.A., gerenciadora do sistema, recomenda que sejam feitos crachás ou documentos que também identifiquem a instituição de saúde na qual a pessoa exerce suas atividades.

Tanto no Pinheirinho como na Rui Barbosa, o embarque será feito apenas pela porta 1 do ônibus e agentes de fiscalização vão fazer a chamada dos passageiros.

As regras quanto à lotação seguem as demais do sistema para evitar a propagação da Covid-19: saída com 30% de lotação no terminal e ocupação máxima de 50% durante o trajeto.

Em nota, o presidente da Urbs, Ogeny Pedro Maia Neto, disse que o trajeto vai englobar diversos estabelecimentos de saúde.

“Temos 13 hospitais e uma UPA (Unidade de Pronto Atendimento) que podem ser apoiados por essa linha”

Entre os hospitais estão a Santa Casa, IPO, Trabalhador, Novo Mundo, Santa Cruz e Pequeno Príncipe. Por dia, 9,5 mil pessoas ligadas à saúde usam os ônibus na capital, ainda de acordo com a nota.

A prefeitura de Curitiba ainda informou que a prioridade dos profissionais de Saúde no embarque nas demais linhas vai continuar.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta