Empregos no CSN estão garantidos, diz prefeito de Salvador

ACM diz que medida é momentânea e descarta intenção de municipalizar linhas

Consórcio foi alvo de intervenção e tenta na justiça romper o contrato

ADAMO BAZANI

O prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou que vai garantir os empregos no Consórcio Salvador Norte, que foi alvo de intervenção do poder público, como mostrou o Diário do Transporte no último sábado, 20.

Relembre:

https://diariodotransporte.com.br/2020/06/20/prefeitura-de-salvador-confirma-intervencao-na-empresa-de-transportes-csn/

Em coletiva virtual na manhã desta segunda-feira, 22, ACM Neto disse que dá sua palavra de que nenhum dos quatro mil trabalhadores será dispensado por causa da intervenção.

 “A intervenção foi feita porque ia parar. Nós vamos preservar os empregos, os 4 mil funcionários que trabalham na empresa CSN. Fica minha palavra que os empregos vão ser preservados

O interventor nomeado, Almir Melo Jr., começou nesta segunda-feira a destituição dos diretores atuais.

Como também mostrou o Diário do Transporte, o presidente do Sindicato dos Rodoviários, em vídeo divulgado para os trabalhadores, alertou para a greve por causa de atrasos em pagamentos.

JUSTIÇA PELA INTERVENÇÃO

O consórcio deu entrada na Justiça nesta sexta-feira, 19 de junho de 2020, com um pedido para encerrar o contrato com a prefeitura. O CSN pediu ainda a devolução de R$ 27,6 milhões referente à Outorga Onerosa já paga pela empresa ao Município.

O motivo, segundo a petição, é o desequilíbrio econômico provocado pela situação de medidas restritivas impostas pela prefeitura de Salvador como forma de enfrentamento ao Covid-19.

Com a forte queda na demanda, e a necessidade de uma frota mínima em operação, o déficit tem aumentado em todas as empresas de transporte do país, em que o sistema é mantido apenas pelo pagamento da tarifa.

O CSN queria ainda a intervenção da prefeitura na empresa, para evitar a paralisação da operação do transporte. Outra alternativa proposta pela concessionária é que a prefeitura assuma a operação dos veículos e arque com os custos da operação.

O consórcio possui cerca de 850 carros, e é a maior alimentadora da linha 2 do metrô de Salvador.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Informe Publicitário
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Comentários

  1. Propaganda disse:

    A cabine de assepsia pode entrar em contato com o comercial do site. Visite https://diariodotransporte.com.br/fale-conosco/

Deixe uma resposta