Transportes intermunicipais e interestaduais seguem suspensos em Sobradinho (BA) e Prefeitura dá início a ‘lockdown’

Por quatro dias, fica proibida qualquer atividade econômica formal e informal

JESSICA MARQUES

Os transportes intermunicipais e interestaduais de Sobradinho, na Bahia, seguem suspensos, assim como o acesso à cidade por meio hidroviário. Além disso, nesta segunda-feira, 15 de junho de 2020, a Prefeitura deu início ao chamado “lockdown”, uma versão mais rígida do distanciamento social.

Por quatro dias fica proibida qualquer atividade econômica formal e informal, incluindo ambulantes e feirantes, exceto: farmácias, serviços de saúde de urgência e emergência e hospital, estabelecimentos que forneçam insumos hospitalares, postos de combustíveis, funerárias, distribuidoras de gás e água em sistema de delivery, órgãos públicos encarregados da realização de atividades essenciais, provedores de internet e fornecedores de água, esgoto e energia.

Segundo a Prefeitura, estes estabelecimentos poderão funcionar em seus horários habituais, seguindo as regras de uso de máscaras, higienização e limitação de público, previstas no decreto municipal que regulamenta o lockdown.

“A medida se encerra no dia 18, quinta-feira, quando as entradas da cidade estarão fechadas, permitindo apenas o acesso de ambulâncias e veículos que transportem pessoas com necessidade comprovada, através de documento, de se deslocar para atividades profissionais, além de transporte de mercadorias essenciais”, informou a Prefeitura, em nota.

Os estabelecimentos de venda de alimentos prontos deverão permanecer fechados, cando proibido, inclusive, o sistema de delivery, sendo que a entrega de gás e água somente poderá ser realizada até as 20 horas.

CIRCULAÇÃO

“Além disso, durante os quatro dias fica proibida, a qualquer hora do dia, a circulação de pessoas na cidade, exceto para realização de alguma necessidade, devidamente comprovada por documento, de atividades ligadas a saúde, como aquisição de produtos médico-hospitalares, atendimento médico-hospitalar, e trabalho nos serviços considerados essenciais”, detalhou a Prefeitura.

Desta forma, os sobradinhenses que trabalham em outras localidades deverão apresentar documento de identificação com foto, documento de identidade funcional/laboral. Apenas assim poderão passar pelas barreiras sanitárias montadas nas entradas da cidade.

“Em caso de descumprimento da legislação municipal, os infratores poderão ser multados. O decreto prevê ainda a proibição do trânsito de caminhões, que não transportem mercadorias necessárias para o funcionamento dos estabelecimentos autorizados a funcionar.”

CASOS

Conforme informado em nota, a recomendação é obrigatória para os munícipes, com o objetivo de desacelerar a propagação do novo coronavírus. Sobradinho registra até o momento 73 casos da infecção, com sete óbitos.

Desta forma, o Comitê de Operações de Emergência em Saúde Pública decidiu pelo bloqueio total por quatro dias, encerrando na quinta-feira, 18, mas podendo ser prorrogado.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta