Passageiros de Florianópolis farão check-in para usar ônibus municipais

Prefeito Gean Loureiro demonstrando como vai funcionar o check-in nos ônibus. Foto: Divulgação Prefeitura de Florianópolis

Prefeitura começou a testar todos os funcionários do transporte público antes de liberar operação

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Florianópolis, capital de Santa Catarina, uma das cidades brasileiras com mais baixas taxas de letalidade da Covid-19 no país, segue rigorosa com as medidas para retomar o transporte público municipal.

Duas medidas foram tomadas para garantir segurança no retorno dos ônibus: uma das medidas aprovadas para a retomada, que começará em fase de testes por duas semanas partir da próxima quarta-feira, 17 de junho, é a possibilidade da realização de check-in por uma plataforma na Web que vai monitorar a saúde dos passageiros que utilizam o serviço.

A outra é a testagem em pool (testes em grupos) dos quase 2.500 motoristas, cobradores e fiscais que atuam no setor, exigência da prefeitura para retomar o transporte na capital, que ficou paralisado por quase 3 meses.

Desde esta sexta-feira, 12 de junho, os funcionários estão sendo testados em grupos de 16, e todo o material genético colhido é misturado. Caso dê positivo para o coronavírus, o material das 16 pessoas será analisado individualmente para identificar quem está com a doença. No caso de dar negativo, todo o grupo fica liberado para trabalhar.

Os testes estão sendo pagos pelas empresas de ônibus.

De acordo com o prefeito Gean Loureiro, se no período de testes de duas semanas os indicativos da doença na cidade piorarem, o transporte será proibido novamente.

CHECK-IN

Já o check-in, anunciado pela prefeitura na semana passada, funcionará de maneira opcional. Ao entrar no ônibus, o passageiro poderá realizar o check-in por meio de QR Code.

O objetivo é controlar todas as pessoas que estão utilizando o transporte em um determinado horário.

Caso algum dos passageiros seja identificado com o novo coronavírus, os demais usuários que estiverem no ônibus serão orientados a entrarem em contato com a Vigilância Epidemiológica para fazer testagem e saberem se foram infectados com a COVID-19.

Os cadastros devem ser feitos antecipadamente pelo link: covidometrofloripa.com.br/qrcode, com e-mail, telefone, e outros dados pessoais para identificação dos passageiros.

O registro é anônimo e essa identificação será feira por meio de códigos, garante a prefeitura.

A plataforma é uma solução tecnológica desenvolvida por uma startup de Florianópolis, a Smart Tour. A solução foi vice-campeã das Américas em um Challenge Global e selecionada pela ONU, OMS e OMT, como TOP 10 mundial no combate ao COVID-19 entre 1183 soluções de 120 países.

Veja no vídeo abaixo o prefeito explicando como funcionará o check-in:

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Wellyson Fernando Amaral disse:

    É para quem não tem internet o que faz? Porque por exemplo: eu não tenho internet, aí como farei pra pegar o ônibus?

  2. vanilda disse:

    Esses horários são um absurdo. A pessoa tem que conseguir pegar até 6horas da manhã. Quem fez esses horários nunca pegou õnibus

  3. ISMAEL DE JESUS disse:

    pois é gean, que legal isso ai heim, todo mundo tem um celular bom com internet como o seu né.

  4. Mara disse:

    Quero saber se o cartão de estudante tá liberado?
    Tenho que levar minha filha de 10 ano, para casa onde trabalho…

Deixe uma resposta