Gaspar, em Santa Catarina, retoma transporte coletivo no dia 22 de junho

O terminal será sanitizado com quartenário de amônia. Foto: prefeitura de Gaspar

Município terá nova empresa operando após a Caturani não renovar o contrato emergencial

ALEXANDRE PELEGI

A Prefeitura de Gaspar, cidade do Vale do Itajaí situada entre Blumenau e Itajaí em Santa Catarina, definiu que retomará o transporte municipal no dia 22 de junho de 2020.

O município de 70 mil habitantes terá uma nova empresa operando na cidade. A Safira Transportes Coletivos assinou o contrato no dia 05 de junho passado.

Como mostrou o Diário do Transporte, a Coletivo Caturani não renovou o contrato emergencial para continuar realizando o serviço no município. A empresa enviou um ofício à Prefeitura no começo de abril informando que dispensaria os 42 trabalhadores devido à falta de dinheiro em caixa para cumprir obrigações financeiras, entre elas, os salários.

O problema financeiro da empresa teria sido agravado pela pandemia do novo coronavírus. Relembre: Coronavírus: Empresa de ônibus de Gaspar (SC) demite todos os funcionários

A Prefeitura já lançou licitação para contratação da operação, seguindo um estudo técnico e orientações do Ministério Público, porém não houve interessados em participar do certame.

O atual contrato agora assinado com a Safira tem vigência de 180 dias.

O Decreto 630 do Governo do Estado de Santa Catarina autorizou as prefeituras a deliberar sobre o retorno do transporte coletivo conforme a realidade e necessidade de cada região.

Para retomar o serviço, a Prefeitura de Gaspar, juntamente com a Safira, determinou algumas normas, como a obrigatoriedade de usuários e funcionários só poderem acessar os veículos se estiverem com máscara.

Em comunicado no site, a prefeitura resumiu os procedimentos:

– Dispensers de álcool em gel serão disponibilizados em cada ônibus para a higienização das mãos ao entrar no veículo e ao pagar ou entregar o passe;

– Os ônibus poderão ter capacidade máxima de 60%;

– Os veículos serão higienizados sempre ao iniciar e finalizar a linha;

– O terminal também será sanitizado com quartenário de amônia e os funcionários da empresa devem realizar o teste rápido antes do início da operação;

– As linhas serão restritas e atenderão, principalmente, horário comercial e entrada e saída de fábricas;

– As tarifas gratuitas para idosos e estudantes estão suspensas enquanto durarem os efeitos da pandemia e a suspensão das aulas presenciais.

Para o transporte intermunicipal a decisão colegiada entre a região da Associação dos Municípios do Médio Vale do Itajaí – AMMVI, é de que será permitido, também, somente a partir do dia 22 de junho.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

Deixe uma resposta