Sancetur pede aumento de tarifa em Limeira após forte queda na demanda

Ofício entregue à prefeitura reivindica novo valor da tarifa que representa quase três vezes o praticado atualmente. Foto: Bruno Nascimento

Empresa alega que houve redução de 80% do número de passageiros transportados devido à pandemia de Covid-19

ALEXANDRE PELEGI

A Santa Cecília Turismo – Sancetur, que opera emergencialmente o transporte coletivo de Limeira, interior de São Paulo, publicou em sua página no Facebook nesta terça-feira, 09 de junho de 2020, comunicado informando que entrou com pedido de reajuste tarifário junto à Prefeitura.

O motivo da solicitação é o desequilíbrio econômico financeiro do contrato emergencial, provocado pela queda na demanda de passageiros devido às medidas restritivas impostas no combate à pandemia da Covid-19.

Com a redução de circulação no transporte coletivo houve uma redução de 80% do número de passageiros transportados”, afirma a empresa que atua na cidade com a marca SOU Limeira.

A empresa afirma ainda que não há como suportar e manter o funcionamento do transporte no Município diante de tal situação.

Como mostrou o Diário do Transporte, a prefeitura de Limeira assinou no último 15 de maio mais um contrato emergencial com a Sancetur. O primeiro contrato foi assinado em novembro do ano passado e, desde então, a empresa foi assumindo gradativamente as linhas até a saída completa da Viação Limeirense. Relembre: Prefeitura de Limeira assina mais um contrato emergencial com a Sancetur

O documento entregue ontem à prefeitura reivindica novo valor da tarifa que representa quase três vezes o praticado atualmente: R$ 12,88.

Hoje, a tarifa paga pelos limeirenses é de R$ 4,50 no pagamento em dinheiro, R$ 4 com bilhete eletrônico. Os estudantes pagam meia tarifa, R$ 2,25.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. João Luis Garcia disse:

    Só pode ser uma piada, a empresa jogar nas costas da prefeitura o problema adivinho da pandemia do Covid-19.
    Querer um aumento da tarifa nesse momento aonde grande parte da população está enfrentando o dilema de nem saber se o seu emprego ( isso para aqueles que ainda estão empregados ) está garantido.

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Opssssssssssssssssss; vou aproveitar a oportunidade.

    Também preciso de um aumento de salário, porque a defasagem salarial esta muito alta em função do preço de tudo.

    Pois é, até eu que sou mais bobinho.

    Volto a trazer como sugestão um tema para discussão inclusive uma Live se possível.

    Vale a pena conceder (terceirizar) o serviço de buzão no Barsil e ainda mais por licitação?

    Agora com o COVID-19 a “onça vai beber água”.

    Afinal toda empresa sabe viver em crise, agora como o buzão nunca teve crise, começa a choradeira de Tubarão que vai inundar as cidades.

    Se for assim, todas as empresas do BARSILei, vão pedir majoração de tudo.

    Pena que não tem para quem pedir, não é mesmo?

    Afinal seus clientes estão desempregados e os empregados estão com os salários corroídos por falta de aumento.

    NADA MUDA NO BARSILeI.

    SAÚDE A TODOS!

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta para João Luis Garcia Cancelar resposta