Rodízio de Veículos e Zona Azul vigoram normalmente nesta quinta-feira (11) e sexta-feira (12)

Não podem circular pelo centro expandido carros com placas de finais 7 e 8 na quinta-feira, das 7h às 10h e das 17h às 20h, e os carros com placas de finais 9 e 0, na sexta-feira no mesmo horário.

Também estão mantidas as restrições para caminhões e ônibus fretados

ADAMO BAZANI

Quem trafega pela capital paulista deve estar atento porque nesta quinta-feira, 11 de junho de 2020, dia de Corpus Christi, e nesta sexta-feira, 12, permanece vigorando o rodízio municipal de veículos. A cidade de São Paulo antecipou para o fim de maio o feriado para aumentar o isolamento social e conter o avanço da Covid-19.

Assim, como não haverá feriado no município e nem emenda, o rodízio segue normalmente, não podendo circular pelo centro expandido carros com placas de finais 7 e 8 na quinta-feira, das 7h às 10h e das 17h às 20h, e os carros com placas de finais 9 e 0, na sexta-feira no mesmo horário.

O descumprimento acarreta em multa de R$ 130,16 e quatro pontos na CNH – Carteira Nacional de Habilitação.

A Zona Azul também será mantida na quinta-feira e na sexta-feira, com exceção dos arredores de unidades de Saúde, assim como as restrições para caminhões e vans ou ônibus de fretamento.

Veja nota completa da CET – Companhia de Engenharia de Tráfego.

 A Prefeitura de São Paulo, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes e da CET, informa que no dia 11 de junho, declarado ponto facultativo pelo município devido à antecipação do feriado de Corpus Christi, o rodízio de veículos continua vigorando normalmente na cidade de São Paulo.

A Zona de Máxima Restrição à Circulação de Caminhões (ZMRC) e a Zona de Máxima Restrição à Circulação de Fretamento (ZMRF) também estão mantidas neste dia.

A Zona Azul segue vigente em toda a cidade, exceto no entorno (raio de 300 metros) de unidades de saúde, como hospitais, ambulatórios, UBS, UPA, AMA, pronto-socorro, dentre outros estabelecimentos que prestem atendimentos de urgência e emergência. O objetivo é auxiliar o atendimento da população e o deslocamento dos profissionais de saúde
para o enfrentamento da pandemia de COVID-19.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta