Protesto afeta linhas de ônibus de São Bernardo do Campo

Manifestação interditou vias próximas ao terminal da Vila São Pedro

JESSICA MARQUES

Um protesto afetou linhas de ônibus de São Bernardo do Campo, no ABC Paulista, na noite desta terça-feira, 09 de junho de 2020. A manifestação teve início por volta das 17h em vias próximas ao terminal da Vila São Pedro.

De acordo com informações da Prefeitura, manifestantes promoveram um ato na Avenida Dom Pedro de Alcântara. A ação foi acompanhada pela Guarda Civil Municipal que, após negociação, conseguiu dispersar o local por volta de 18h.

Nas redes sociais, a BR7 Mobilidade, que opera o transporte coletivo da cidade, informou que as linhas de ônibus ficaram com operação comprometida. Na região, operam os itinerários 54B (Sacolão / Paço), 03 (São Pedro / Taboão), 09B (São Pedro / Sto Ignácio) e 51 (São Pedro / Rudge Ramos).

INVASÃO

A Prefeitura informou ainda que a manifestação ocorreu por uma tentativa de apropriação e desmatamento de uma área preservada como patrimônio histórico na região.

Confira a nota, na íntegra:

“A Prefeitura de São Bernardo, por meio da Secretaria de Habitação, esclarece que promoveu nesta terça-feira (09/06), na Vila São Pedro, medida fiscalizatória para impedir apropriação indevida e desmatamento de área tombada pela Conselho Municipal de Patrimônio Histórico e Cultural (Compahc).

Os moradores responsáveis pela invasão foram notificados sobre a irregularidade e avisados sobres a ação para regularização da área.

Durante a ação, foi constatada invasão de área de propriedade do município, localizada entre a Rua Joana D’Arc e Rua 28 de abril, onde foram detectadas 16 estruturas montadas em área classificada como de risco pela Defesa Civil, sem qualquer morador e pertences pessoais. Ligações clandestinas de água e luz também foram encontradas na área.

Com apoio da Guarda Civil Municipal, além de profissionais da Guarda Ambiental e da Defesa Civil, equipes da Secretaria de Habitação realizaram as devidas ações para coibir a apropriação indevida do terreno, desmontando as dez estruturas provisórias instaladas no local. As demais estruturas estão aguardando notificação da Procuradoria-Geral do Município para serem desmontadas nos próximos dias.

Após o término da ação, por volta das 17h, manifestantes promoveram breve ato na Avenida Dom Pedro de Alcântara. A ação foi acompanhada pela Guarda Civil Municipal que, após negociação, conseguiu dispersar o local às 18h.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Batista disse:

    A linha de ônibus 05 jardim Laura anda lotado com passageiros em pé

Deixe uma resposta