Doria diz ter se surpreendido com fala de Bruno Covas sobre Caram

No entendimento do Governador é ‘muito difícil’ ter ônibus circulando somente com pessoas sentadas

WILLIAN MOREIRA

O governador de São Paulo, João Doria, comentou sobre o “recado” de Bruno Covas realizado na segunda, 08 de junho de 2020, ao secretário de Mobilidade e Transportes Edson Caram.

Na ocasião, a falta do prefeito de São Paulo coloca o secretário em vias de ser demitido, caso não seja resolvida a questão dos ônibus do transporte coletivo na capital paulista de circular somente com passageiros sentados.

Relembre: Bruno Covas diz que se até sexta-feira ainda estiverem passageiros em pé nos ônibus vai demitir secretário de Transportes

A declaração de Doria foi feita em entrevista à Rádio Bandeirantes nesta terça-feira, 09 de junho de 2020. Ao ser questionado sobre a viabilidade de ter somente passageiros sentados nos coletivos, o governador disse ser algo difícil e não vê essa determinação dar certo.

“Difícil, eu entendo que nós podemos ter menos pessoas na ocupação de trens, no Metrô e ônibus intermunicipais e da capital de São Paulo, para evitar pessoas muito próximas, mas ter transporte público apenas com pessoas sentadas neste momento vejo com pouca possibilidade”, disse.

O governador ainda comentou ter ficado surpreso ao ver o prefeito Bruno Covas irritado durante a coletiva de imprensa de segunda-feira (08), quando disse que o secretário de Mobilidade e Transportes do município, Edson Caram teria até sexta-feira, 12 para resolver o problema de pessoas circulando em pé nos ônibus, caso contrário a cidade terá novo secretário para a Pasta.

“Compreendo a irritação do prefeito Bruno Covas e até me surpreendi. Bruno é muito sereno e bem humorado, mas ficou aborrecido com essa informação do seu secretário”, completou João Dória.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta