Uberlândia tem paralisação do transporte nesta manhã

Motoristas protestam em frente à garagem da Sorriso de Minas. Foto: facebook

Motoristas e cobradores da empresa ‘Sorriso de Minas’ se concentraram em frente à garagem da empresa

ALEXANDRE PELEGI

Os funcionários da concessionária Sorriso de Minas, uma das três empresas que atua no transporte coletivo em Uberlândia, paralisaram as atividades na manhã desta segunda-feira, 8 de junho.

O ato de protesto realizado frente à garagem da empresa, no bairro Tubalina, se dá em reivindicação ao pagamento integral dos salários.

Os trabalhadores afirmam que não retornarão ao trabalho enquanto não receberem os salários.

Informações do sindicato dos trabalhadores é de que apenas 20 veículos, de uma frota de cerca 80 ônibus, estão atendendo os bairros da zona oeste da cidade.

Vídeo do Facebook feito por Christian Gouviere na manã desta segunda-feira:

Como mostrou o Diário do Transporte, no dia 18 de maio passado o transporte coletivo por ônibus em Uberlândia teve problemas semelhantes, desta vez por conta da empresa AutoTrans, que não prestou o atendimento aos passageiros.

A AutoTrans seria uma das empresas beneficiadas em um repasse de R$ 20 milhões que seria feito pelo município, como plano de ajuda no momento da crise provocada pelo coronavírus, que diminuiu de forma significativa, a demanda de passageiros. Este repasse foi suspenso pela Câmara de Uberlândia, em atendimento a recomendação do Ministério Público.

O Tribunal de Justiça de Minas Gerais (TJ-MG), por meio do desembargador, Nelson Missias Morais, decidiu suspender uma liminar que deu o prazo de 24 horas para a Prefeitura da cidade de Uberlândia interviesse na empresa AutoTrans, responsável pelo transporte coletivo municipal. Relembre: TJ-MG suspende liminar que obriga intervenção no transporte coletivo em Uberlândia

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Assine

Receba notícias do site por e-mail

Comentários

Deixe uma resposta