Campinas proibirá entrada de passageiros no transporte público com temperatura acima de 38 ºC

Prefeito Jonas Donizette aponta os limites de temperatura. Foto: Facebook

Medida passa a valer a partir de segunda-feira, 08 de junho, data de início da retomada gradual do comércio. Prefeito prometeu que frota de ônibus será aumentada

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Campinas fixou em 38 ºC a temperatura corporal máxima para que os usuários do transporte municipal possam entrar nos ônibus da cidade.

Anteriormente, a prefeitura anunciara que este patamar mínimo seria menor, de 36,5ºC.

O prefeito Jonas Donizette, em live nas redes sociais neste sábado, 06 de junho de 2020, anunciou a alteração, que passa a valor na próxima segunda-feira, 08, quando Campinas passa a reabrir gradualmente os comércios e serviços, com limite de 20% da capacidade e restrição de horário de funcionamento.

Jonas destacou que 37,5ºC é um amarelo, é alerta. “Porque, por exemplo, a pessoa pode correr para pegar o ônibus, tomado um sol, então é alerta“, explicou.

No entanto, nem todos os passageiros serão aferidos a cada embarque. A aferição ocorrerá de forma aleatória nos terminais de ônibus.

Quem estiver com a temperatura acima do limite será orientado a procurar uma unidade de saúde.

Jonas ainda falou sobre medidas para aumentar a frota, em consonância com o esperado aumento da demanda. Ele garantiu que a frota hoje em operação será ampliada entre 25% a 30%.

Os horários de pico serão estendidos para o meio do dia, tarde e noite, para atender o fluxo de pessoas no comércio e nos shopping centers.

Neste sábado, o Boletim Epidemiológico de Campinas apontou 2632 casos confirmados de Covid-19. A cidade tem ainda 422 casos em investigação, e o número de óbitos já bateu em 100.



Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta