Florianópolis e Joinville decidem retomar transporte coletivo

Publicado em: 2 de junho de 2020

Os ônibus em Florianópolis circularão apenas de segunda a sexta-feira em uma primeira fase, e não poderão exceder a ocupação de 40% por veículo. Foto: prefeitura de Florianópolis (SC)

Udo Döhler, prefeito de Joinville, definiu que ônibus municipais retornam na próxima segunda-feira, 08. Já na capital catarinense, a data de reinício será mais distante: 17 de junho

ALEXANDRE PELEGI

Após a decisão do governador de Santa Catarina de permitir a liberação do transporte coletivo a partir de 08 de junho, a Prefeitura de Florianópolis definiu a data para o retorno da operação em 17 de junho. A decisão de um prazo maior se deve ao tempo que o consórcio de ônibus vai precisar para se adequar às novas regras de utilização definidas pela equipe de saúde de Florianópolis.

Udo Döhler, prefeito de Joinville, em Santa Catarina, já definiu na manhã desta terça-feira, 02 de junho de 2020, que o transporte coletivo na cidade será retomado já na próxima segunda-feira, 08.

A prefeitura decidiu não esperar portaria do governo do Estado que definirá as medidas de prevenção ao coronavírus.

Como mostrou o Diário do Transporte, na manhã desta segunda-feira, 01, o governador de Santa Catarina, Carlos Moisés, detalhou o plano de gestão regionalizada no enfrentamento à Covid-19 a partir de agora. Relembre: Santa Catarina regionaliza flexibilização de quarentena e indica retomada do transporte municipal a partir de 8 de junho

Na ocasião, Moisés afirmou que a doença evoluiu de forma distinta em várias regiões do estado, “e isso nos levou a concluir que teríamos de partir para um momento de inaugurar uma nova fase de enfrentamento dessa doença, com ações regionalizadas”. Ele afirmou que editaria um decreto detalhando o plano.

O governador ressaltou, no entanto, que a decisão “não significa colocar a responsabilidade nas mãos de prefeitos”. Carlos Moisés garantiu que o Estado acompanhará a situação, emitindo recomendações, e que as medidas serão tomadas, daqui para a frente, por grupos de prefeituras.

O prefeito de Joiniville, no entanto, afirmou hoje não ver necessidade de aguardar mais, “porque temos os nossos protocolos de segurança e estamos preparados”. Para ele, o decreto do Estado já liberou a volta do transporte.

De fato, o decreto autoriza a retomada do transporte coletivo a partir do próximo dia 8, mas as decisões precisam ser tomadas de forma regionalizada.

Na tarde desta terça-feira a prefeitura de Joinville publicou uma Portaria (nº 113) definindo parâmetros mínimos de segurança sanitária para a volta da circulação de ônibus, micro-ônibus, furgões e demais veículos destinados ao transporte coletivo de passageiros. As empresas de transporte deverão seguir uma série de exigências. Leia mais abaixo na íntegra.

Florianópolis, no entanto, atuará de forma mais comedida.

FASE DE TESTE

Os ônibus em Florianópolis circularão apenas de segunda a sexta-feira em uma primeira fase, e não poderão exceder a ocupação de 40% por veículo. Para diminuir ainda mais a demanda e focar no serviço somente para quem realmente precisa para o trabalho ou emergências, os ônibus não aceitarão o Cartão estudante, uma vez que as aulas permanecem suspensas na cidade.

Para evitar aglomerações na chegada e saída do trabalho, a Prefeitura e entidades do setor produtivo dividiu a abertura e fechamento das empresas e entidades em 8 grupos diferentes de horários.

Os ônibus não aceitarão pagamento em dinheiro dentro do veículo.

Durante os próximos dias, os trabalhadores do transporte coletivo passarão por treinamento e avaliação de saúde com testes, com medição de temperatura diária.

O uso de máscara será obrigatório dentro dos veículos, nos terminais e nos pontos de parada.

A prefeitura de Florianópolis utilizará o sistema de câmeras dentro dos ônibus para fiscalizar a exigência da máscara e da ocupação adequada dos veículos.

O prefeito Gean Loureiro afirmou que desde o dia 13 de março, quando Florianópolis foi a primeira capital a iniciar o distanciamento social, a prefeitura começou a construir “um planejamento de restrições e flexibilizações com regras claras”.

Com o controle do contágio em Florianópolis, continuou Gean Loureiro, “a nossa prioridade agora é o transporte coletivo. Por isso vamos dar esse primeiro passo, com muita cautela e cuidado. E somente depois de duas a três semanas, quando conseguirmos avaliar o comportamento dessa nova flexibilização é que vamos analisar outras flexibilizações como o transporte no final de semana ou outras atividades. Nada de atropelo ou improvisação”, disse o prefeito.

OUTRAS PREFEITURAS

Enquanto Joinville entende ter autonomia para decidir a retomada, o mesmo não acontece com as prefeituras de Araquari, Jaraguá do Sul e São Francisco do Sul.

Os prefeitos ainda aguardam os detalhes e regras do Estado.

Uma reunião com a Associação dos Municípios do Nordeste de Santa Catarina (Amunesc) nesta quarta-feira, 3, vai discutir o assunto.


PORTARIA DE JOINVILLE:


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta