Ribeirão Preto inicia retomada do comércio e prevê adequação de frota do transporte coletivo

Publicado em: 30 de maio de 2020

Plano de retomada do comércio foi anunciado em coletiva pelo prefeito. Foto: Alexandre de Azevedo / prefeitura de Ribeirão Preto

Com a expectativa de uma demanda maior de pessoas, número de ônibus deve aumentar nos próximos dias

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Ribeirão Preto, cidade com 700 mil habitantes do interior paulista, comunicou na manhã desta quinta-feira, 28 de maio de 2020, as regras para a retomada de atividades econômicas em Ribeirão Preto a partir da próxima segunda-feira, 1º de junho.

Com a expectativa de uma demanda maior no sistema de transporte, a frota de ônibus do transporte coletivo nas ruas de Ribeirão Preto deve aumentar nos próximos dias.

A Empresa de Trânsito e Transporte Urbano de Ribeirão Preto S/A (Transerp), gerenciadora do sistema, informou em nota que irá suplementar as linhas com maior demanda de passageiros e adequar as grades de horários de acordo com a procura.

Com as medidas apresentadas pelo governo do estado de São Paulo, poderemos retomar as seguintes atividades econômicas: imobiliárias, concessionárias, escritórios, comércio e shopping centers, baseado em dois critérios básicos, que são a capacidade do nosso sistema de saúde, considerando a taxa de ocupação de leitos de UTI e a quantidade de leitos para cada 100 mil habitantes, além dos índices de controle da pandemia, como o número de casos, transmissão e número de óbitos”, informou o prefeito Duarte Nogueira.

Segundo o planejamento apresentado, a retomada das atividades econômicas deverá seguir uma série de restrições, de modo que os critérios básicos que permitiram a reabertura sejam mantidos em níveis favoráveis no município.

Teremos restrição de horários e de percentual de taxa de ocupação. Basicamente, o comércio em geral funcionará de segunda a sábado, das 10h às 18h, restringido o funcionamento no domingo. Nos shopping centers, o funcionamento será de terça a sábado, do meio-dia às 20h, limitada em 35% a ocupação das vagas de estacionamento, ou seja, para cada três vagas, duas ficam vazias e uma ocupada. A taxa de ocupação dos estabelecimentos deve ser de 35% do que está previsto no alvará. Os horários foram assim definidos para que não haja sobrecarga nos transportes, sejam individuais ou coletivos, de modo a evitar aglomeração e trânsito”, explicou Nogueira.

Confira os novos horários de funcionamento para o período de restrições (*):

Comércio em geral:

Segunda a sexta-feira: 10h às 18h

Sábado: 10h às 15h

Shopping centers:

Terça a sábado, das 12h às 20h.

Concessionárias:

Segunda a sexta-feira: 10h às 18h

Sábado: 10h às 15h

Escritórios e imobiliárias:

Segunda a sexta-feira, das 8h às 18h.

* Todos funcionarão com máximo de 35% da capacidade, ou um cliente a cada 15 metros quadrados, o que for menor.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta