Covid-19: Baixada Santista recebe nova classificação pelo Governo de SP

Publicado em: 30 de maio de 2020

Comércio segue fechado em Santos, mas prefeitos da Baixada terão autonomia para flexibilizar regras. Foto: prefeitura de Santos

A região passa da fase vermelha para laranja, e pode agora se preparar para uma retomada gradual do comércio

WILLIAN MOREIRA

O Governo do Estado de São Paulo, após reunião com prefeitos de cidades da Baixada Santista, alterou a classificação da região da fase 1 (vermelha) para a fase 2 (laranja), a mesma que se enquadra a capital paulista e permite uma retomada gradual das atividades comerciais.

A mudança vem após um pedido formal do Conselho de Desenvolvimento da Baixada Santista (Condesb) aos secretários Marco Vinholi, Patrícia Ellen e José Henrique Germann, com a apresentação de documentos para questionar a classificação atual e pedir a alteração.

Vim apresentar os argumentos da Baixada Santista, que refletiram nessa reclassificação. Esse era o objetivo: passar da fase vermelha para a laranja, que é aquela na qual a região verdadeiramente se encontra. O Estado considerou nossos dados técnicos e vai efetivar, nos próximos dias, essa reavaliação”, comentou Paulo Alexandre Barbosa, Prefeito de Santos em nota divulgada para a imprensa.

A partir de quarta-feira, 3 de junho de 2020, quando o Governo do Estado divulgar a analise dos primeiros dados após o anuncio da flexibilização, os municípios vão apresentar seus planos de retomada econômica, assim como já anunciou a Prefeitura de Santos.

Estes planos de reabertura contam com os cuidados necessários para evitar o aumento de casos do coronavírus na região, o que poderia colocar a Baixada Santista de volta na fase 1 e reativar medidas mais restritivas.

Ainda segundo o prefeito de Santos, a mudança no Plano São Paulo não altera os cuidados que já vêm sendo tomados no combate à covid-19. “Nada abre a partir de segunda-feira (1º). Não vamos jogar fora todo o trabalho feito até o presente momento. Tudo será feito de forma gradual, responsável, com regras rigorosas. O que conquistamos foi autonomia para tomar nossas decisões sob um critério justo. Agora, cabe a nós atuarmos todos juntos no enfrentamento ao coronavírus”.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta