Sistema metroferroviário brasileiro perde 83,9 milhões de passageiros no primeiro trimestre de 2020

Publicado em: 25 de maio de 2020

No estado de São Paulo, redução foi de 27,5%. Foto: Diário do Transporte.

Segundo balanço da ANPTrilhos, queda foi de 31,2% devido à pandemia de Covid-19

JESSICA MARQUES

O sistema metroferroviário brasileiro perdeu 83,9 milhões de passageiros no primeiro trimestre de 2020. O dado foi divulgado pela ANPTrilhos (Associação Nacional dos Transportadores de Passageiros sobre Trilhos) nesta segunda-feira, 25 de maio de 2020.

De acordo com o balanço da associação, essa queda foi de 31,2% no período, devido à pandemia de Covid-19.

Deste total, 82,4 milhões de passageiros a menos estão concentrados no mês de março. O dado indica que a pandemia foi determinante para a queda, segundo a ANPTrilhos.

anptrilhos-balanco-1tri2020-2

anptrilhos-balanco-1tri2020-4

METRÔ DE SÃO PAULO E CPTM

Ainda de acordo com o balanço divulgado pela ANPTrilhos, em março deste ano a queda foi de 30,5% considerando apenas passageiros do estado de São Paulo. No primeiro trimestre, a redução foi de 27,5%.

O sistema metroferroviário paulista é operado pelo Metrô de São Paulo, ViaQuatro, ViaMobilidade e CPTM (Companhia Paulista de Trens Metropolitanos).

Por sua vez, no Rio de Janeiro a queda foi de 30,6% em março e de 30,7% nos três primeiros meses do ano. No estado, o sistema metroferroviário é operado pelo MetrôRio e pela SuperVia.

A ANPTrilhos também informou que a queda foi ainda mais expressiva no Nordeste do Brasil. Na região, a redução chegou a 48,5%.

anptrilhos-balanco-1tri2020-3

Confira os dados por estado:

anptrilhos-balanco-1tri2020-5

IMPACTO FINANCEIRO

A ANPTrilhos informou ainda que o impacto financeiro também foi grande por conta da pandemia do novo coronavírus. De 16 a 31 de março, por exemplo, foram R$ 500 milhões a menos em arrecadação de bilheteria considerando o sistema metroferroviário de todo o país.

Por esse motivo, a associação informou que está buscando apoio dos governos Federal e Estaduais. Neste momento, o setor emprega aproximadamente 39 mil pessoas, de acordo com a associação.

anptrilhos-balanco-1tri2020-6

Considerando um período de 30 dias a partir da segunda quinzena de março até o mesmo período de abril de 2020, o déficit de receita tarifária registrado chegou a R$ 933 milhões.

Relembre: Metrôs e trens do Brasil registram déficit de R$ 933 milhões em receita

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Parabéns Jessica Marques pela reportagem , este setor é um dos heróis da economia, impressionante os numeros de colaboradores, isto porque não estamos falando do tamanho de nossa malha ferroviária que é muito aquem das necessidades, claro olhando o cenário anterior da Pandemia ….

Deixe uma resposta