Maceió prorroga medidas de isolamento até 02 de junho

Publicado em: 23 de maio de 2020

Prefeito Rui Palmeira mantém a proibição do uso do Cartão Bem Legal Escolar e do Cartão Bem Legal Sênior no transporte da capital. Foto: prefeitura de Maceió

Ações para enfrentamento da Covid-19 são reforçadas na capital alagoana

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito de Maceió, Rui Palmeira, editou decreto nesta sexta-feira, 22 de maio de 2020, prorrogando até o dia 02 junho as medidas para enfrentamento e prevenção contra a Covid-19, o novo coronavírus.

O Decreto nº 8.890 foi publicado em edição suplementar do Diário Oficial do Município (DOM) e traz medidas complementares seguindo as determinações do Decreto Estadual nº 69.844.

No caso do setor de transportes são adotadas as seguintes medidas:

– fica mantida a proibição do uso do Cartão Bem Legal Escolar e do Cartão Bem Legal Sênior nos transportes públicos, salvo para pessoas com deficiência ou patologia crônica, que necessitam de gratuidade nos transportes públicos municipais;

= é feita a recomendação para que os horários de entrada e saída de funcionários sejam flexibilizados caso ocorram restrições ao transporte público (parcial ou total);

= permanece proibido até 02 de junho passeios turísticos de toda ordem, realizados por pessoas físicas ou jurídicas, em veículos ou embarcações, assim como  toda e qualquer atividade esportiva ou de recreação.

Como destaque, o Decreto prevê uma ação integrada entre Vigilância Sanitária Estadual e Municipal, Polícia Militar, Polícia Civil, Procon e a Guarda Municipal para intensificar as fiscalizações em bairros de Maceió que apresentem elevados números de casos confirmados de Covid-19.

A atuação levará em consideração os dados fornecidos pela Gerência de Vigilância das Doenças e Agravos Transmissíveis e Não Transmissíveis da Secretaria Municipal de Saúde (SMS).

O Decreto mantém as atividades educacionais nas escolas da Rede Municipal de Ensino suspensas até 02 de junho.

Toda e qualquer atividade comercial, exceto o Centro Pesqueiro e as balanças de peixe na orla marítima e lagunar, está proibida, assim como o estacionamento de veículos e motos em toda extensão das ruas e avenidas situadas nas orlas.

O decreto estende também até 02 de junho a suspensão de eventos públicos agendados pelos órgãos ou entidades municipais.

Continua a obrigatoriedade do uso de máscaras de proteção em locais públicos e em locais de uso coletivo enquanto perdurar o Estado de Calamidade em Saúde Pública.


maceio_01maceio_02maceio_03maceio_04maceio_05maceio_06


Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta