BH adota medidas para o transporte durante reabertura do comércio

Publicado em: 23 de maio de 2020

Ônibus articulados do sistema de BRT MOVE só poderão transportar até 20 passageiros em pé

Decreto foi publicado na edição deste sábado do Diário Oficial do Município e determina número de passageiros de cada viagem, a depender do tipo de veículo

ALEXANDRE PELEGI / ADAMO BAZANI

A reabertura gradual do comércio de Belo Horizonte, a partir da próxima segunda-feira, 25 de maio de 2020, será acompanhada de novas regras para a operação do transporte coletivo por ônibus na capital mineira.

As operadoras de transporte terão que cumprir procedimentos destacados no Decreto 17.362/2020, publicado na edição deste sábado do Diário Oficial do Município, 22 de maio de 2020.

De acordo com o documento, as concessionárias dos serviços de transporte público deverão garantir as condições mínimas operacionais e medidas de distanciamento controlado, observando que o número de passageiros em cada viagem deverá ser reduzido em relação aos limites contratuais definidos para faixas horárias de pico e fora de pico.

Outra norma, especifica que o dimensionamento das viagens deverá considerar os passageiros no trecho de maior carregamento, e que as concessionárias deverão disponibilizar veículos reservas em número suficiente para garantir o cumprimento das disposições do decreto, “inclusive nos horários de maior fluxo de usuários, realizando viagens extras sempre que necessário”.

Nos dias úteis, os intervalos entre as viagens não poderão ser superiores a trinta minutos, nos horários de pico, e a quarenta minutos, nos horários fora de pico.

O decreto define regras para o transporte de número limitado de passageiros em pé, variando de acordo com o tipo de veículo:

I – máximo de vinte passageiros em pé, para o ônibus articulado Move;

II – máximo de dez passageiros em pé, para o ônibus convencional e padrão Move;

III – máximo de cinco passageiros em pé, para o miniônibus.

Ainda segundo o documento, “os veículos deverão ser sinalizados com a nova capacidade de transporte e com os locais de posicionamento preferencial dos passageiros que, excepcionalmente, viajarem em pé”.

Durante a fase de flexibilização, o horário da operação do transporte coletivo será entre 4h e 24h nos dias úteis e sábados, e entre 5 e 24h aos domingos e feriados.

Os quadros de horários deverão ser encaminhados à BHTrans e publicados no Portal da PBH.

As concessionárias dos serviços de transporte coletivo deverão disponibilizar recipientes com álcool em gel em todos os ônibus para os usuários e para os operadores. E também intensificar a higienização nos veículos e equipamentos das estações.

A prefeitura de Belo Horizonte afirma ainda que a BHTrans, órgão que gerencia o trânsito e o transporte na cidade, vai promover ações intensivas de informação e comunicação, com cartazes e avisos sonoros,  sobre as medidas de proteção individual a serem adotadas pelos usuários.

As estações de integração e transferência terão os espaços demarcados para garantir o distanciamento entre os usuários nas filas. A limpeza e higienização de elevadores, escadas rolante e corrimãos das estações serão intensificadas.

Os usuários do transporte coletivo também deverão adotar algumas medidas preventivas, como evitar conversar durante as viagens, usar a máscara sobre o nariz e boca nos ônibus e nas estações e priorizar o pagamento com o cartão BHBUS. Idosos e pessoas em grupos de risco devem evitar o uso do transporte nos horários de pico”, define comunicado da prefeitura.


decrtetobh1


Alexandre Pelegi e Adamo Bazani, jornalistas especializados em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta