Estado de São Paulo registra isolamento social de 54% neste domingo

Publicado em: 18 de maio de 2020

Viaduto no Chá no Centro de São Paulo na manhã desta segunda-feira, 18. Foto: Diário do Transporte.

Dados foram divulgados pelo Governo nesta segunda-feira

JESSICA MARQUES

O Governo do Estado de São Paulo informou que o índice de isolamento social deste domingo, 17 de maio de 2020, chegou a 54%, considerando todos os municípios. Na capital paulista, o índice foi de 56%.

Os dados foram divulgados pelo Governo do Estado nesta segunda-feira, 18. O isolamento social, segundo o Governo, é uma medida importante para reduzir o contágio pelo novo coronavírus. Os dados são medidos por meio do SIMI-SP (Sistema de Monitoramento Inteligente).

De acordo com as equipes de saúde do Governo do Estado de São Paulo, o índice aceitável de isolamento para conter o avanço da pandemia do novo coronavírus é de 55%. O ideal é considerado acima de 70%.

O prefeito de São Paulo, Bruno Covas, anunciou neste domingo, 17 de maio de 2020, a suspensão do rodízio mais rigoroso que estava em vigor desde o dia 11. Contudo, segundo o chefe do Executivo, isolamento social da capital paulista não aumentou de forma satisfatória, mantendo-se abaixo de 50%.

Relembre: Bruno Covas anuncia fim do rodízio ampliado na capital paulista

DADOS DE ISOLAMENTO

O Governo do Estado de São Paulo utiliza informações fornecidas pelas companhias que operam a telefonia móvel para chegar ao índice de isolamento social.

“A central de inteligência analisa os dados de telefonia móvel para indicar tendências de deslocamento e apontar a eficácia das medidas de isolamento social. Com isso, é possível apontar em quais regiões a adesão à quarentena é maior e em quais as campanhas de conscientização precisam ser intensificadas, inclusive com apoio das prefeituras”, informou o governo do estado, em nota.

No momento, há acesso a dados referentes a 104 cidades maiores de 70 mil habitantes. “O SIMI-SP é viabilizado por meio de acordo com as operadoras de telefonia Vivo, Claro, Oi e TIM para que o Governo de São Paulo possa consultar informações agregadas sobre deslocamento no Estado. As informações são aglutinadas e anonimizadas sem desrespeitar a privacidade de cada usuário. Os dados de georreferenciamento servem para aprimorar as medidas de isolamento social para enfrentamento ao coronavírus.”

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta