Secretário de Transportes de Doria diz que não foi comunicado sobre volta de rodízio mais rigoroso de Bruno Covas

Publicado em: 7 de maio de 2020

Ônibus Metropolitano no ABC. Muita gente na Grande São Paulo pode ser atingida por rodízio mais rigoroso na Capital

Alexandre Baldy diz que conversa com equipes sobre impactos no Metrô, CPTM e EMTU

ADAMO BAZANI

A volta do rodízio municipal de veículos em são Paulo, ainda mais rigoroso marcada para segunda-feira, 11 de maio de 2020, não foi comunicada pela prefeitura aos gestores de transportes do estado.

É o que disse o secretário dos Transportes Metropolitanos, Alexandre Baldy, em entrevista à TV Bandeirantes.

A preocupação é que muita gente que trabalha na capital paulista e atualmente está usando carro, mora em cidades da Grande São Paulo, como no ABC, Mogi das Cruzes, Osasco e Guarulhos, por exemplo.

Segundo Baldy, a estimativa é de que a demanda dos ônibus metropolitanos gerenciados pela EMTU, trens da CPTM e dos trens do Metrô, aumente de 25% a 30%, pelo menos, nos horários de pico.

O secretário disse que já conversa com os responsáveis pela EMTU, CPTM e Metrô para tomar medidas com o objetivo de aumentar a frota de ônibus e trens.

A preocupação é principalmente com os horários de pico.

No início da tarde desta quinta-feira, 06 de maio de 2020, o prefeito Bruno Covas anunciou um rodízio mais rigoroso para desestimular os deslocamentos e o avanço do contágio da Covid-19.

A prefeitura afirmou que a frota municipal de ônibus gerenciados pela SPTrans vai ser reforçada em mais mil veículos em circulação.

Serão proibidos de circular na cidade por 24 horas veículos de acordo com o final de placas pares ou ímpares.

O sistema vai funcionar da seguinte maneira: nos dias pares podem circular carros com placas finais pares e nos dias ímpares carros com placas de finais ímpares.

Por exemplo:

dias pares podem circular carros com placas de finais 0,2,4,6 e 8

dias ímpares podem circular carros com placas de finais 1,3,5,7 e 9

A medida vale também para os sábados e domingos

Assim ficará:

Carros com placas de finas 0, 2, 4, 6 ou 8 podem rodar nos dias 2, 4, 6, 8, 10, 12, 14, 16, 18, 20, 22, 24, 25, 28 e 30

Carros com placas de finas 1,3,5,7 ou 9 podem rodar nos dias 1,3,5,7,9,11,13,15,17,19,21,23,25,27,29 e 31.

O rodízio valerá para toda a cidade e não apenas para o centro expandido.

Volta também a zona Máxima de Restrição de Veículos para caminhões. Só estarão liberados os caminhões de entregas de abastecimento e de materiais médicos.

Profissionais de saúde devem se inscrever pelo e-mail: isencao.covid19@prefeitura.sp.gov.br

Toda a categoria do setor de saúde pode, enviando das imagens dos documentos de trabalho e pessoais, contar com a isenção, como médicos, fisioterapeutas, técnicos de exames, farmacêuticos e profissionais que prestam serviço de apoio a este setor.

Declarações de hospitais, clínicas e outras unidades de saúde que comprovem o trabalho também devem ser mandados em anexo, além das imagens da CNH – Carteira Nacional de Habilitação, documentos e dados dos veículos.

São dez dias corridos para fazer a solicitação.

Caso o profissional seja multado nestes dez dias, poderá pedir o cancelamento da multa.

Os demais veículos que não tinham restrição continuarão liberados.

O prefeito Bruno Covas também falou que além dos mil ônibus a mais nas ruas, 600 coletivos ficarão em bolsões estacionados para serem acionados se necessário.

As medidas são para desestimular os deslocamentos desnecessários e evitar o “lockdown” segundo Bruno Covas.

Os casos do novo coronavírus estão avançando em São Paulo e a população não está respeitando o isolamento social, que tem ficado abaixo de 50%, índice crítico de acordo com as autoridades de Saúde, já que não há vacinas e remédios comprovados contra o novo coronavírus e as UTIs estão chegando em seu limite com cerca de 90% de ocupação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Essa é a JESTÃO do BarsiLei; nem se comunicar sabem.

    E olha que já tem o zap zap.

    NADA MUDA NO BARSILei.

    SAÚDE A TODOS !

    Att,

    Paulo Gil

Deixe uma resposta