Metra realiza distribuição de máscaras para passageiros no Corredor ABD

Publicado em: 6 de maio de 2020

Máscara é descartável, feita com um material especial para reter gotículas.

Uso é obrigatório nos transportes metropolitanos de São Paulo desde o dia 04 e em todo o Estado a partir desta quinta-feira, 07

ADAMO BAZANI

A empresa Metra, que opera os ônibus e trólebus no Corredor ABD, passou a distribuir máscaras para os passageiros que não possuem este EPI – Equipamento de Proteção Individual.

O item que é indicado pelos especialistas em Saúde para reduzir os riscos de contágio pelo novo coronavírus, já é obrigatório nos transportes metropolitanos desde segunda-feira (04) e, a partir desta quinta-feira (07), deve ser usado em todos os ambientes de frequência comum no Estado de São Paulo, de acordo com decreto do Governador João Doria, incluindo vias públicas, repartições e estabelecimentos de serviços essenciais como supermercados, farmácias e agências bancárias, por exemplo.

A Metra diz que comprou 20 mil máscaras descartáveis, feitas com um material especial que consegue reter as gotículas da fala, tosse ou espirro, que são as principais formas de transmissão do novo coronavírus.

Entretanto, a recomendação é que todos possuam máscaras de pano com forração dupla, preferencialmente feitas com tecido 100% de algodão ou tricoline, que sejam laváveis.

Passageiros que embarcam sem o EPI recebem na hora a máscara do motorista

A empresa de transporte ainda colocou totens com álcool em gel nos terminais que opera no sistema.

O corredor liga São Mateus, na zona Leste de São Paulo, ao Jabaquara, na zona Sul, passando pelos municípios de Santo André, Mauá (Terminal Sônia Maria), São Bernardo do Campo e Diadema e entre Diadema e a região do Brooklin, em outro ponto da zona Sul da capital paulista.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta