Ceará prorroga decreto de isolamento até 20 de maio e Fortaleza restringe circulação em vias públicas

Publicado em: 5 de maio de 2020

Anúncio foi feito em conjunto pelo governador do Ceará e prefeito de Fortaleza. Foto: Reprodução.

Medidas foram anunciadas em conjunto nesta terça-feira

JESSICA MARQUES

O governador do Ceará, Camilo Santana, anunciou nesta terça-feira, 05 de maio de 2020, que vai prorrogar o decreto de isolamento social até o dia 20. A medida tem como objetivo combater o novo coronavírus no estado, que registrou mais de 11,2 mil casos.

Além disso, o governador anunciou que o uso de máscaras será obrigatório a partir desta quarta-feira, 06. A medida é válida para todos os municípios.

“Tomamos a decisão conjunta, diante de que a grande maioria dos casos está localizada na capital cearense, de implantarmos um isolamento social rígido aqui na capital, com ações mais restritivas, de controle de circulação de pessoas e veículos, inclusive em ambientes públicos, para diminuirmos a velocidade que esse vírus tem se propagado aqui na capital”, disse o governador.

FORTALEZA

Além disso, o prefeito de Fortaleza, Roberto Cláudio, anunciou a publicação de um decreto específico para a capital, com regras mais rígidas, principalmente quanto à circulação de pessoas e veículos pelos espaços públicos.

Assim, o decreto de Fortaleza passa a valer a partir da próxima sexta-feira, 08, para que haja a preparação para seu cumprimento.

Confira os detalhes do decreto, anunciados pelo prefeito:

  • restrição de circulação de pessoas e veículos automotivos em vias públicas e espaços públicos;
  • proibição do funcionamento de qualquer atividade formal ou informal que não é essencial e junte pessoas;
  • novo conjunto de regras de funcionamento para atividades essenciais, como supermercados e farmácias;
  • maior controle na entrada e saída de veículos de fortaleza;
  • obrigação do uso de máscaras, inclusive dentro do carro, do ônibus e na rua, com fiscalização estadual e municipal.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta