Governo do Rio de Janeiro autoriza trabalhadores de indústrias de insumos essenciais a usar o transporte intermunicipal

Publicado em: 4 de maio de 2020

Será necessário imprimir autorização

Desde 21 de março, acesso está restrito em ônibus, barcas e sistema de trilhos

ADAMO BAZANI

O Governo do Estado do Rio de Janeiro autorizou por meio de resolução publicada nesta segunda-feira , 04 de maio de 2020, que os trabalhadores de indústrias que estão produzindo insumos considerados essenciais no combate da Covid-19 utilizem também o transporte intermunicipal.

Os funcionários somente poderão fazer o trajeto casa-trabalho/trabalho-casa, desde que devidamente identificados e munidos de Autorização Especial para Uso do Transporte Público Intermunicipal.

O modelo da autorização pode ser obtido no seguinte site oficial: https://coronavirus.rj.gov.br/

Desde o dia 21 de março, o acesso aos ônibus, barcas e sistemas de trilhos intermunicipais é restrito a trabalhadores de setores essenciais como de hospitais, unidades de saúde, supermercados, farmácias, clínicas veterinárias, entre outros.

Em nota, secretário de Desenvolvimento Econômico, Lucas Tristão, diz que indústrias de diferentes finalidades adequaram suas linhas de produção para fabricar produtos como componentes de respiradores e máscaras.

“A indústria fluminense vem se mobilizando para contribuir com a prevenção e combate à Covid-19, reprogramando suas linhas de produção. A indústria automotiva está consertando respiradores, e as indústrias de plástico e de lingerie estão fabricando máscaras faciais de proteção, por exemplo. Isso traz benefícios para a sociedade, que é abastecida com esses insumos, para os trabalhadores, na medida que garante a manutenção de seus empregos, e para as indústrias, que podem manter seus parques em funcionamento”  – explicou.

Na mesma nota, o secretário de Transportes, Delmo Pinho, disse que a resolução atende a uma necessidade do setor de saúde.

“Essa nova resolução visa incluir um importante setor da indústria que se adaptou para produzir insumos necessários à área de saúde”

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta