Gestão Doria recusou autorizar bloqueio no Sistema Anchieta-Imigrantes durante feriado prolongado

Publicado em: 2 de maio de 2020

Rodovia dos Imigrantes – Trecho de Serra

Pedido dos nove prefeitos da Baixada Santista foi encaminhado após aumento do tráfego em direção ao litoral nas vésperas do Dia do Trabalho. Ecovias diz que movimento foi 60% menor

ALEXANDRE PELEGI

Após os nove prefeitos da Baixada Santista solicitarem o bloqueio na descida do Sistema Anchieta-Imigrantes no feriado do Dia do Trabalho, em ofício encaminhado ao governador do Estado de São Paulo João Doria nesta sexta-feira, 1º de maio de 2020, o secretário estadual de Desenvolvimento Regional, Marco Vinholi, que recebeu o documento, afirmou que não haverá imposição de restrições em rodovias no momento.

O pedido foi feito pelos prefeitos após o elevado movimento de veículos em direção às praias da região na véspera do feriado prolongado, como forma de aumentar as restrições à circulação de pessoas e às atividades econômicas para evitar a propagação da Covid-19.

Os prefeitos declararam a necessidade de reduzir o fluxo de pessoas nas cidades do litoral para manter o nível de isolamento social na região. Eles também solicitaram que não fosse adotado esquema de operação descida com destino ao litoral.

Em nota, o Governo de São Paulo afirmou ver “com preocupação o aumento do tráfego em direção à Baixada Santista neste feriado prolongado”. Já o secretário de Logística e Transportes, João Octaviano Machado Neto, ressaltou que as rodovias devem ser utilizadas apenas para o transporte de produtos essenciais, e não para o turismo durante o período de quarentena no estado.

Na nota, o Estado pede que a população respeite a quarentena em defesa da vida e da saúde pública. “O distanciamento social e a redução drástica da circulação de pessoas são as principais iniciativas para mitigar a propagação do novo coronavírus, que já infectou 28.698 pessoas e matou outras 2.375 em São Paulo até o final de abril”, conclui o comunicado.

Já a Ecovias, que explora a concessão do sistema de estradas que dão acesso ao litoral sul paulista, informa também em comunicado que registrou um movimento 66% menor do que seria o esperado para um feriado, desde quinta-feira, 30, até as 16h desta sexta-feira, 1º de maio.

Para desestimular os motoristas de transitar sem necessidade, a Ecovias realiza desde março campanha em seus canais de comunicação, estimulando que as pessoas fiquem em casa. As orientações estão em painéis na rodovia, 0800 e nas redes sociais”, destaca a concessionária das rodovias.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

  1. ALBERTO SANTOS MATTOS disse:

    Boa tarde!
    Seria o que faltava esse senhor bloquear por imposição própria esta rodovia.

  2. Carlos Antonio De Souza disse:

    Se quiserem reduzir drasticamente o fluxo nas,estradas e nas cidades, é só implantar o RODIZIO DE PLACAS, mas durante TODO O DIA …Ex: as segundas , SÓ RODAM PLACAS “PAR”, entre as 9h às 20h. , e sendo que as placas 2 e 4, só a partir das 10h….e assim, sucessivamente. Repito:
    NAS ESTRADAS E NAS CIDADES.

  3. SEGUNDA (4) Aí O BICHO VAI PEGAR,,,VEREMOS SE OS RIQUINHOS VÃO SUPORTAR,,,,UMA 23 DE MAIO FECHADA TODA, MOREIRA GUIMARÃES, WASHINGTON LUIZ,,,,E BANDEIRANTES,,,E A RADIAL ENTÃO????? cambada de imbecis que não tem amor à vida,,,,só deveria ser restrito à caminhões de cargas para o porto.

Deixe uma resposta