Distrito Federal terá dez pontos de testagem em massa para Covid-19 a partir de segunda, 4

Publicado em: 2 de maio de 2020

Foto: Breno Esaki / Agência Brasília

Alterações no planejamento visam melhorar o fluxo de atendimentos em dez regiões administrativas

ALEXANDRE PELEGI      

A Secretaria de Saúde do Distrito Federal vai disponibilizar postos de testagem em massa para Covid-19 em dez regiões administrativas.

A mudança passa a valer a partir desta segunda-feira, 4 de maio de 2020, e visa melhorar o fluxo de atendimentos à população e acompanhar as alterações epidemiológicas dos casos de coronavírus.

Em Águas Claras, os postos na Uniplan e na Residência Oficial do Governador serão desativados.

Somente o estacionamento da Unieuro continuará disponível para testagens em massa dos moradores de Águas Claras, Taguatinga, Vicente Pires e Arniqueiras.

Em contrapartida, um dos postos desativados será deslocado para Taguatinga, no estacionamento do JK Shopping. Dessa forma, continuarão sendo atendidos os moradores dessa região administrativa e também os de Ceilândia.

Ricardo Tavares, secretário adjunto de Assistência à Saúde, garante que mudanças assim serão necessárias a cada semana para melhor atender às regiões com novos casos de Covid-19.

Fizemos uma varredura em Águas Claras e, agora, vamos expandir o atendimento para Taguatinga e Ceilândia”, explicou o adjunto.

No Plano Piloto, os pontos disponíveis no Estádio Mané Garrincha e no Estacionamento 4 do Parque da Cidade serão transferidos para o Estacionamento 13 do parque, atendendo os moradores da Asa Sul e da Asa Norte, do Sudoeste, do Noroeste e do Cruzeiro/Octogonal.

Dessa forma garantiremos uma melhor infraestrutura de atendimento, tanto para os usuários como para os servidores”, destacou Tavares.

Os novos pontos de testagem em massa que serão abertos no Gama e Planaltina a partir de segunda-feira somarão, dessa forma, dez locais, em dez regiões administrativas.

Confira a relação completa:

  1. Para moradores de Águas Claras, Taguatinga, Vicente Pires e Arniqueiras:

– Unieuro

  1. Moradores das asas Sul e Norte, Sudoeste, Cruzeiro/Octogonal e Noroeste:

– Estacionamento 13 do Parque da Cidade

  1. Moradores do Lago Sul, São Sebastião, Itapoã, Paranoá, Jardim Botânico e Jardins Mangueiral:

– Paróquia São Pedro de Alcântara – St. de Habitações Individuais Sul EQI 7/9, Lago Sul

  1. Moradores do Lago Norte, Varjão e Granja do Torto:

– Iguatemi Shopping

  1. Moradores do Guará, Núcleo Bandeirante, Candângolandia e Park Sul:

– Parque Shopping

  1. Moradores de Ceilândia, Por do Sol e Sol Nascente:

– IESB Unidade Ceilândia

  1. Moradores de Ceilândia e Taguatinga:

– JK Shopping

  1. Moradores de Sobradinho I, II e Fercal:

– SESI – AE 03 – Lotes A/F – Q 13 – Parque dos Jequitibás, Sobradinho

  1. Moradores de Planaltina:

– Loja Maçônica 7 de Setembro, próxima ao Hospital Regional de Planaltina

  1. Moradores do Gama e Santa Maria:

– Estádio Bezerrão

USO DE MÁSCARAS SERÁ OBRIGATÓRIO A PARTIR DO DIA 11

O uso obrigatório de máscaras como medida preventiva contra o novo coronavírus será fiscalizado a partir do dia 11 de maio, conforme novo decreto publicado em edição extra do Diário Oficial do DF na noite de quinta-feira, 30 de abril.

A obrigatoriedade da utilização da proteção facial já está valendo em todas as vias e espaços públicos, transportes públicos coletivos, estabelecimentos comerciais, industriais e espaços de prestação de serviço. No entanto, somente a partir do dia 11 de maio a desobediência ao decreto acarretará penalidades ao infrator.

Com base no Artigo 10 da Lei Federal n° 6.437, de 20 de agosto de 1977, que trata das infrações à legislação sanitária, quem for pego sem máscaras em espaços públicos poderá ser autuado e multado a partir de R$ 2 mil.

O decreto, que impõe a obrigação do uso de máscara faciais, também prevê sanções conforme estipula o Artigo 268 do Código Penal – destinado a impedir a introdução ou a propagação de doença contagiosa.

Ainda segundo o texto, o infrator pode ter pena a detenção de um mês a um ano, além de multa se comprovada a intenção de contaminar outras pessoas. A penalidade pode ser ainda maior se o condenado for funcionário da saúde pública ou exercer a profissão de médico, farmacêutico, dentista ou enfermeiro.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta