Metrô de São Paulo pretende implantar postos de higienização nas estações

Publicado em: 1 de maio de 2020

Prefeitura do Rio de Janeiro já instala cabines de desinfecção em estações de Metrô, barcas e do BRT

Companhia publicou aviso de chamamento público para o recebimento de propostas

ALEXANDRE PELEGI / WILLIAN MOREIRA

O Metrô de São Paulo, por meio de publicação no Diário Oficial do Estado desta sexta-feira, 01 de maio de 2020, lançou chamamento público destinado a empresas interessadas em implantar, em estações do sistema, postos de higienização para os passageiros.

Os interessados deverão encaminhar as propostas até o dia 29 de maio e o edital estará disponível para consulta no site da companhia na próxima segunda-feira, 04.

hih


No Rio de Janeiro, como mostrou o Diário do Transporte, a prefeitura iniciou em 20 de abril um processo de instalação de cabines de desinfecção em pontos como a Central do Brasil e estações de Metrô, barcas e do BRT, começando pelo hospital de campanha do Riocentro.

Na cabine são ativados dispositivos que pulverizam um produto chamado Atomic 70, desenvolvido por laboratório de São Paulo e certificado pela Anvisa.

Segundo comunicado da prefeitura do Rio, “a substância combate alguns tipos de vírus, incluindo a Covid-19”.

O secretário municipal de Ordem Pública do Rio, Gutemberg Fonseca, afirma que o produto é muito eficaz, “usado inclusive para fazer desinfecção em centros cirúrgicos”. Ainda segundo Gutemberg, “o fabricante garante que esse produto fica de três a cinco horas na pessoa, na roupa. Por isso a eficácia é de suma importância neste novo dispositivo”. Relembre: Coronavírus: Prefeitura do Rio instala cabines de desinfecção em estações do metrô, barcas e BRT

O Diário do Transporte também noticiou uma experiência da prefeitura de Osasco, região metropolitana de São Paulo, que colocou em funcionamento, em 13 de abril, um sistema com uma tenda para higienização das pessoas que circulam pela estação Osasco da Linha 8-Diamante da CPTM.

O projeto consiste em uma tenda que usa água potável e produtos de higiene que são “borrifados” enquanto a pessoa caminha por dentro dela. Relembre: Tenda para higienização de pessoas é instalada em frente à estação da CPTM

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Comentários

Deixe uma resposta