Pato Branco (PR) iniciará construção do Terminal Central do Transporte Coletivo

Publicado em: 24 de abril de 2020

Obra facilitará a conexão das 24 linhas de ônibus, beneficiando cerca de 16 mil usuários, e será custeada com R$ 2,5 milhões oriundos da concessão do transporte municipal

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito de Pato Branco, no Paraná, Augustinho Zucchi, assinou nesta quarta-feira, 22 de abril de 2020, a ordem de serviço para a construção do Terminal Urbano Central do Transporte Coletivo de Pato Branco.

O Terminal tem área total de 679,36 m², e facilitará a conexão das 24 linhas do transporte público, beneficiando cerca de 16 mil usuários.

O recurso de R$ 2,5 milhões será resultante da concessão do Transporte Coletivo.

Ao edital de licitação para a construção do Terminal, publicado em julho de 2019, seguiu-se a realização de audiências públicas para avaliar o projeto.

Além disso, um Estudo de Impacto de Vizinhança (EIV) referente à implantação do espaço foi foi realizado com vistas a identificar os impactos positivos e negativos, urbanos e ambientais, gerados no entorno do Terminal.

Uma pesquisa de opinião pública contratada pela Prefeitura, com 530 usuários do transporte coletivo, apontou 92% de aprovação à localização central do equipamento; 68% consideraram como importante a sua implantação e 78% concordaram com o local estipulado para a construção, sendo que parte da área verde e algumas árvores serão mantidas.

A obra do Terminal Urbano Central tem início previsto para a próxima semana, e a estrutura prevê: coberturas que protegem o embarque e desembarque dos usuários, área de atendimento; sala do consórcio com espaço administrativo para quatro pessoas, copa e banheiro para funcionários; depósito de material de limpeza; praça exclusiva para quem utiliza o terminal; praça interna onde se encontram as duas araucárias; praça externa; além de três entradas e saídas com catracas para manter o controle e segurança dos usuários.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta