Governo do DF aprova projeto para BRT em Ceilândia

Implantação do Bus Rapid Transit na Avenida Hélio Prates cumpre mais uma etapa após aprovação do projeto do Sistema Viário

ALEXANDRE PELEGI

A Portaria nº 15, publicada no Diário Oficial do Distrito Federal desta quarta-feira, 22 de abril de 2020, aprovou o projeto de sistema viário para a implantação do Bus Rapid Transit (BRT) na Avenida Hélio Prates, em Ceilândia.

A Portaria chancela as melhorias previstas para a via e as imediações, assim como mudanças em estacionamentos e no paisagismo da área.

Elaborado pela Secretaria de Obras e Infraestrutura, o projeto integra o Corredor Oeste de Transporte Público do Distrito Federal, que prevê o fortalecimento da mobilidade urbana em todo o território por meio do transporte coletivo.

Em sua primeira etapa, o projeto de sistema viário aprovado pela Secretaria de Desenvolvimento Urbano e Habitação abrange 1,7km de extensão, entre as vias N3 e M1 – quadras QNN 17, QNN 18, CNN 1, CNN 2, QNN 1, QNN 2, QNM 2 e QNM 1.

Uma das alterações previstas é a criação do corredor exclusivo para o BRT no canteiro central da Avenida Hélio Prates, onde serão instaladas estações de embarque ao sistema alinhadas com as paradas de ônibus atuais e integradas às linhas locais que já atendem à região.

Além disso, uma ciclovia e uma faixa de arborização devem ser agregadas ao canteiro central.

As paradas de ônibus à direita da Avenida serão requalificadas, permitindo a acomodação de três ônibus.

O mobiliário urbano também faz parte do projeto, e terá a instalação de bancos, paraciclos e lixeiras padronizadas.

O projeto cria ainda uma rota acessível para ordenar o fluxo de pedestres e favorecer a circulação de pessoas com deficiência. Uma das medidas é manter as passagens de pedestre no mesmo nível da calçada e colocar rampas e faixas táteis de sinalização.

Os bolsões de estacionamento voltados para as Quadras QNN 17, QNN 18, QNN 1, QNN 2, QNM 1 e QNM 2 também passarão por mudanças. Serão criadas vagas para pessoas com deficiência, idosos, motos e bicicletas.

O paisagismo do corredor BRT contempla ainda o plantio de espécies como a palmeira locuba, o jacarandá mimoso, o ipê branco, entre outros.

Após a aprovação do projeto do Sistema Viário, a expectativa é que até o mês de junho a Secretaria de Obras licite a primeira etapa da obra, que consiste na readequação dos estacionamentos e construção de calçadas.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta