Uso de máscaras no transporte de Canoas (RS) passa a ser obrigatório a partir desta quarta, 22

Foto: Derli Colomo Junior / Prefeitura de Canoas (RS)

Prefeitura destaca que uso do equipamento ainda não foi assumido pela grande maioria da população, mas garante que passageiros aprovam a nova regra

ALEXANDRE PELEGI

A Prefeitura de Canoas, no Rio Grande do Sul, na microrregião de Porto Alegre, decretou a obrigatoriedade do uso de máscaras ou protetores faciais no transporte coletivo e individual no município, como ônibus, táxis e demais aplicativos de transporte.

A determinação já está valendo a partir desta quarta-feira, 22 de abril de 2020, e proíbe o transporte de passageiros que não estiverem utilizando algum tipo de proteção para o rosto.

Luiz Carlos Busato, prefeito de Canoas, afirma que a medida visa a proteção dos canoenses. “Estamos trabalhando com muita seriedade e de forma incansável para conter a Covid-19, evitar o colapso da nossa rede de saúde e minimizar os impactos da pandemia em nossa cidade. O uso de máscaras e da proteção facial é mais um recurso para evitar o contágio e proteger nossa população”, destaca.

O site da prefeitura colheu o depoimento do motorista de ônibus Leandro Ferreira Dias, que atua no transporte há 14 anos e já utiliza a máscara. “Nós, motoristas e cobradores, estamos muito expostos às pessoas. Então, se o passageiro estiver de máscara, já vamos nos sentir mais seguros”, comenta.

A prefeitura destaca em comunicado que nas paradas de ônibus é possível verificar que a grande maioria ainda não utiliza máscaras ou protetores faciais. Porém, os passageiros aprovam a nova regra, afirma a nota.

Apesar da baixa adesão ainda, a prefeitura ressalta que quem infringir a determinação está sujeito a uma pena, que vai de um mês a um ano de detenção e multa.

Já a Secretaria Municipal da Saúde (SMS) de Canoas alerta que o uso da máscara não descarta outros cuidados para evitar a Covid-19, como o isolamento social e a limpeza das mãos.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta