Fortaleza inicia hoje distribuição de 880 mil máscaras de tecido para alunos da rede de ensino

Total faz parte de pacote de 3 milhões de máscaras produzidas graças à união de esforços entre a Prefeitura e o Governo do Estado do Ceará

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Fortaleza, capital do Ceará, inicia nesta segunda-feira, 20 de abril de 2020, a distribuição de máscaras de tecido para os alunos da rede pública municipal.

Em ação conjunta entre as secretarias de Educação, Saúde e Desenvolvimento Econômico, serão entregues 880 mil máscaras entre esta e a próxima segunda-feira, 27, juntamente com kits de alimentação para os alunos. Cada criança receberá uma embalagem com duas máscaras e um guia sobre os cuidados necessários para evitar a disseminação do coronavírus.

Apenas uma pessoa (o pai, a mãe ou o responsável) deve comparecer à unidade escolar no dia e horário marcados pela direção para retirada do kit de alimentação.

O montante faz parte de um total de 3 milhões de máscaras de tecido para uso comunitário disseminado, resultado da união de esforços entre a Prefeitura de Fortaleza e o Governo do Estado do Ceará.

O prefeito Roberto Cláudio anunciou a ação na quinta-feira, 16 de abril, durante transmissão ao vivo pelas redes sociais.

Segundo o prefeito, o resultado é a soma do trabalho de 1.670 costureiras que possibilitaram, além do benefício da fabricação de máscaras gratuitas, a distribuição e a movimentação de renda nos bairros, em parceria com o Senai, Guararapes e a Universidade de Fortaleza (Unifor).

Além da entrega dos 880 mil itens à rede de ensino municipal, as máscaras também serão distribuídas em terminais de ônibus, escolas, supermercados, bancos e lotéricas, além de contemplar diretamente algumas categorias profissionais.

Há estudos demonstrando que, para uso comunitário, se as pessoas se encontram num mesmo ambiente e as duas guardam a distância de dois metros e usam a máscara têxtil, o risco de contaminação diminui bastante. Por isso, vamos lançar essa política, começar a distribuição e receber a produção para que até o final do mês de abril estejamos com as máscaras distribuídas em toda Fortaleza”, explicou Roberto Cláudio.

O prefeito enfatizou ainda que o uso das máscaras de tecido não substitui cuidados básicos como lavar as mãos, manter o distanciamento social e fazer o isolamento, sendo a máscara um equipamento a mais de proteção para o período da epidemia da Covid-19.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta