Coronavírus: São Bernardo do Campo mantém interdição em duas principais vias da cidade

Rua Marechal Deodoro, no centro da cidade, e Avenida Dom Pedro de Alcântara, no bairro Montanhão, estão fechadas. Foto: Gabriel Inamine.

Ciclovias e ciclofaixas também estão interditadas pela Prefeitura

JESSICA MARQUES

A Prefeitura de São Bernardo, no ABC Paulista, informou por meio da secretaria de Transportes e Vias Públicas que a rua Marechal Deodoro, no centro da cidade, segue fechada. O mesmo ocorre com a Avenida Dom Pedro de Alcântara, no bairro Montanhão.

Além disso, algumas ciclovias e ciclofaixas estão interditadas na cidade, sem previsão de retorno. As ações ocorrem como medida de incentivo ao isolamento social e contenção do avanço do novo coronavírus.

Além disso, a cobrança da tarifa para a utilização das vagas dos Serviços do Estacionamento Controlado (rotativo) estão suspensas desde o dia 19 de março, pelo prazo inicial de 45 dias, prorrogáveis por igual período enquanto permanecer o estado de emergência, também segundo a Prefeitura.

PRAÇAS

Todas as praças públicas da cidade também foram interditadas, por meio de decretos municipais. O objetivo também é incentivar que as pessoas fiquem em casa, evitando aglomeração nos locais.

TRANSPORTE COLETIVO

No transporte coletivo, a Prefeitura informou que a ação de higienização está sendo realizada em todos os terminais, nos principais pontos de parada e nos ônibus.

Nos terminais, o trabalho está sendo realizado por meio de caminhões-pipa, munidos de água sanitária diluída. Atualmente, 54% da frota regular está operando na cidade.

“Além disso, a Prefeitura vem fazendo o monitoramento sistemático nas linhas de transporte coletivo, de forma a compatibilizar a oferta com a demanda não permitindo aglomerações nos ônibus.”

A BR7 Mobilidade, operadora de transporte coletivo urbano de São Bernardo do Campo, também informou por meio de nota que está mantendo uma programação rigorosa e eficiente na higienização dos ônibus, terminais e pontos finais para garantir total segurança e higienização.

“As equipes de higienização da BR7 Mobilidade, com mais de 80 funcionários, estão trabalhando nos locais de maior demanda e pontos de grande movimentação, como Praça Brasil, terminal rodoviário João Setti e do Riacho Grande, realizando a limpeza e desinfecção dos balaústres, de toda a parte de cobrança do motorista, do console, bancos e demais pontos do ônibus.”

FISCALIZAÇÃO

A Prefeitura também está realizando fiscalização constante pela Vigilância Sanitária, com apoio da Guarda Civil Municipal, para verificar aglomeração de pessoas em estabelecimentos comerciais e medidas de proteção para evitar a contaminação de funcionários e clientes.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta