Metrô de SP adquire R$ 700 mil em máscaras de proteção

Máscaras de Proteção são classificadas por seu fator de filtragem. Foto: Divulgação

Compra foi realizada com dispensa de Licitação por situação de emergência decorrente da pandemia COVID-19. Companhia abriu Pregão para adquirir mais unidades

ALEXANDRE PELEGI

A Companhia do Metropolitano de São Paulo (Metrô SP) gastou, por dispensa de licitação, R$ 695 mil no fornecimento de máscara de proteção (classe PFF2).

A dispensa foi justificada pela situação de emergência decorrente da pandemia Covid-19.

A sigla PFF2 refere-se a Peça Facial Filtrante, e têm eficiência mínima de 94% (Penetração máxima de 6%). O produto geralmente é descartável, e impede que contaminantes do ambiente entrem em contato com o sistema respiratório do usuário.

As máscaras serão fornecidas pela Eletro Área Distribuidora de Motores, Bombas e Material Elétrico Eireli.

O Aviso foi publicado na edição deste sábado do Diário Oficial do Estado, 18 de abril de 2020.

Na mesma edição, o Metrô de SP publica outro aviso, desta feita de Pregão Eletrônico, para a aquisição de mais máscaras de proteção.

O Edital completo encontra-se disponível nos sítios www.bec.sp.gov.br, http://www.imesp.com.br e http://www.metro.sp.gov.br a partir da próxima quarta-feira, 22 de abril.

A sessão pública do Pregão será realizada no endereço eletrônico http://www.bec.sp.gov.br, no dia 29 de abril, às 09h00.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta