Campo Grande (MS) determina uso obrigatório de máscara no transporte a partir de 20 de abril

Reprodução da Live no Facebook. Prefeito Marquinhos Trad definiu as condições para a obrigatoriedade.

Prefeito Marquinhos Trad afirmou em live no Facebook na manhã desta quinta-feira, 16, que decreto será editado ainda hoje

ALEXANDRE PELEGI

O prefeito Marquinhos Trad, de Campo Grande, Mato Grosso do Sul, afirmou em live no Facebook na manhã desta quinta-feira, 16 de abril de 2020, que editará ainda hoje um decreto determinando o uso obrigatório de máscaras na cidade.

A medida passará a valer a partir do dia 20 de abril próxima segunda-feira e segundo o prefeito o uso por todos “é caso de responsabilidade social“.

Mais de 40 municípios brasileiros já determinaram a obrigatoriedade do uso de máscaras, como Salvador (BA), Foz do Iguaçu (PR), Praia Grande (SP), Belo Horizonte (MG), São José do Rio Pardo (SP) e Betim (MG). Em Mato Grosso do Sul há o caso também de cidades que já aderiram à prática, como Nova Andradina e Batayporã.

A medida visa auxiliar na redução dos riscos de contaminação pelo novo coronavírus.

Na live, o prefeito da capital do Mato Grosso do Sul afirmou que o decreto tornará obrigatório o uso da máscara em alguns lugares e facultativo em outros, onde será recomendada.

Ele leu em voz alta trechos do decreto que será publicado em breve.

Segundo o prefeito, a prefeitura tem seguido a orientação de médicos e infectologistas desde o início da pandemia. O uso da máscara visa diminuir a transmissão por parte de pessoas já infectadas, mas ainda sem os sintomas da doença.

Segundo o prefeito, que já fez o teste para a Covid-19 e resultou negativo, todos os cidadãos que estiverem fora de seu domicílio deverão usar máscara obrigatoriamente quando estiverem dentro de prédios públicos fechados, inclusive aqueles que estiverem em prédios particulares cuja ventilação não é adequada. Ele citou como exemplo os supermercados e repartições públicas.

Também será obrigatório o uso da máscara para todos que estiverem num meio de transporte, seja individual (carro particular), por aplicativo ou principalmente no transporte coletivo.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta