Motoristas de ônibus em Maceió realizaram paralisação nesta manhã

Com o protesto os coletivos não saíram às ruas no final da madrugada. Funcionários reclamam de demissões

WILLIAN MOREIRA

Por um protesto na manhã desta quarta-feira, 15 de abril de 2020, os ônibus da empresa Veleiro na cidade de Maceió não saíram da garagem.

A manifestação realizada pelos funcionários foi contra as demissões que ocorreram usando como referencia as mudanças no artigo 486 da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), que pegou estes trabalhadores de surpresa com o desligamento. Também foi cobrado o pagamento de atrasos no fundo de garantia (FGTS) e salário.

Pelo menos 15 linhas de ônibus da cidade ficaram sem circular em parte desta manhã, quando às 8h a Polícia Militar foi acionada para liberar a frente da garagem e assim uma parte dos ônibus conseguiu sair para as ruas.

O Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Alagoas (Sinttro), representante dos funcionários, contesta as demissões alegando que o artigo não esta em vigor e que entra em conflito com medidas do Governo Federal que preservam os empregos atuais.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta