Trabalhadores da VWCO aceitam proposta que prevê suspensão de contratos de trabalho

Benefícios serão mantidos integralmente, segundo a VWCO. Foto: Divulgação.

Acordo também inclui redução de salários e jornadas, por conta da pandemia de Covid-19

JESSICA MARQUES

O Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense informou ao Diário do Transporte que a maioria dos trabalhadores aceitou a proposta com medidas trabalhistas propostas pela Volkswagen Caminhões e Ônibus e empresas do Consórcio Modular.

A proposta aceita pela categoria inclui a suspensão de contratos de trabalho, redução de salários e jornada. As medidas abrangem trabalhadores da planta de Resende, no Rio de Janeiro.

A votação foi feita online e a proposta foi aceita por 98,71% dos trabalhadores. Ao todo, foram 1.635 votos por meio do site do sindicato.

O sindicato informou que, devido às alterações que estão sendo feitas na produção, não é possível estimar quantos contratos serão suspensos.

A decisão foi tomada em decorrência da pandemia de Covid-19. Atualmente, a fábrica encontra-se parada, com os colaboradores em férias coletivas até o próximo dia 27 de abril.

O acordo entra em vigor a partir do dia 27, quando a produção deve ser retomada na fábrica. De acordo com a VWCO, “os colaboradores afetados pelas medidas terão garantia de emprego. Benefícios serão integralmente mantidos”.

PROPOSTAS

Confira as propostas que apresentadas: 

  • Suspensão do contrato de trabalho do pessoal excedente ligado à produção:

Dentro das regras da Medida Provisória 936 do Governo federal.

Prazo de vigência: 60 dias.

  • Redução da jornada de trabalho e salário de 25% para áreas administrativas:

Também dentro das regras da MP 936.

Prazo de vigência: 90 dias.

FÉRIAS COLETIVAS

Por conta da pandemia de Covid-19, a Volkswagen Caminhões e Ônibus havia informado anteriormente que anteciparia as férias coletivas dos funcionários para 25 de março de 2020. A medida inicialmente estava prevista para ocorrer no dia 30.

Segundo a fabricante, a mudança ocorreu após entendimentos com o Sindicato e Comissão de Fábrica e com base na Medida Provisória 927 publicada no Diário Oficial da União de 22 de março.

Além disso, desde o dia 23, todas as áreas administrativas não ligadas à produção estão adotando o expediente no formato home office, reduzindo a circulação em seus escritórios aos serviços essenciais.

PÓS-VENDA EMERGENCIAL

A Volkswagen Caminhões e Ônibus e sua rede de concessionários autorizados estão em permanente plantão para atender a frotistas e caminhoneiros, seja presencialmente ou por telefone em todo o país, segundo a fabricante.

REVISÕES

Além disso, a empresa informou também que flexibilizou os prazos vigentes para qualquer revisão em sua rede de concessionárias.

A medida vale para serviços gratuitos, previstos em contratos de manutenção ou custeados pelos proprietários.

Relembre: Volkswagen Caminhões e Ônibus garante prazo extra em revisões durante período de restrições da COVID-19

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta