Governo do Estado do Rio de Janeiro e VWCO estudam produzir respiradores na fábrica em Resende

No momento, produção na montadora está parada por conta da pandemia de Covid-19. Foto: Divulgação / VWCO.

Possibilidade foi discutida entre presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, Roberto Cortes, e o governador Wilson Witzel

JESSICA MARQUES

O Governo do Estado do Rio de Janeiro e a Volkswagen Caminhões e Ônibus estudam produzir respiradores artificiais na fábrica em Resende, no interior do estado. A medida visa auxiliar no combate ao novo coronavírus.

Na noite desta segunda-feira, 13 de abril de 2020, o presidente e CEO da Volkswagen Caminhões e Ônibus, Roberto Cortes, recebeu um telefonema do governador do Rio de Janeiro Wilson Witzel.

“O tema da conversa foi a realização de um estudo, a pedido do governador, para a produção de respiradores artificiais na fábrica da VWCO localizada em Resende (RJ), com base em um projeto licenciável apresentado pelo governo”, informou a fabricante, em nota ao Diário do Transporte.

“O objetivo será o de colaborar com o estado do Rio de Janeiro, que se prepara para um potencial aumento da demanda por esse equipamento, causada pelo novo coronavírus”, completou.

O governador falou sobre o assunto por meio do Twitter, mas ainda não confirmou a parceria com a empresa, o que está sendo estudado. 

PRODUÇÃO

Atualmente, a fábrica de veículos comerciais das marcas Volkswagen e MAN em Resende encontra-se parada, com os colaboradores em férias coletivas até o próximo dia 27 de abril.

Em negociação com o Sindicato dos Metalúrgicos do Sul Fluminense, a Volkswagen Caminhões e Ônibus e as empresas do Consórcio Modular propuseram suspensão de contratos de trabalho, redução de salários e jornada.

Relembre:Coronavírus: Volkswagen Caminhões e Ônibus propõe suspensão de contratos de trabalho, redução de salários e jornada

WITZEL COM CORONAVÍRUS

O governador do Rio de Janeiro, Wilson Witzel, anunciou por meio das redes sociais nesta terça-feira, 14 de abril de 2020, que está com o novo coronavírus.

“Quero comunicar a todos que, desde sexta-feira, não venho me sentindo bem e pedi para que fosse feito o teste de Covid e, hoje, veio o resultado positivo. Tive febre, dor de garganta, perda de olfato e, graças a Deus, estou me sentindo bem”, disse.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta