Costureiras de comunidades do Rio de Janeiro produzirão 1,8 milhão de máscaras

Foto: Divulgação/Prefeitura do Rio

Equipamentos de proteção serão entregues em estações de trem, metrô e BRT da cidade

ALEXANDRE PELEGI

A Prefeitura do Rio comunicou nesta sexta-feira, 10 de abril de 2020, que fará uma ação para confeccionar, a partir da semana que vem, 1,8 milhão de máscaras de pano para a população que realmente precisa sair de casa para trabalhar.

Os equipamentos de proteção individual, necessários no combate à disseminação do novo coronavírus, serão distribuídos em estações de trem, metrô e BRT da capital carioca.

A Secretaria Municipal de Assistência Social e Direitos Humanos irá mobilizar cerca de 600 costureiras. Destas, 500 virão de 25 comunidades do Rio de Janeiro como Rocinha, Maré, Vidigal, Alemão, Pavão-Pavãozinho.

Outras costureiras se engajarão no projeto, e fazem parte de um grupo de artesãs que serão contactadas pela Secretaria de Cultura do município.

A estimativa da prefeitura é que cada costureira entregue 3.000 máscaras por mês. Todas as mulheres receberão uma ajuda de custo e todo o material para a confecção das máscaras.

A prefeitura estima o início da distribuição até o final da próxima semana, em pontos específicos.

O custo para a confecção está avaliado em R$ 4 milhões, e os recursos virão do fundo criado para o combate ao Covid-19.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta