Ribeirão Preto abre licitação para mais dois corredores de ônibus

Cerca de dois milhões e meio de usuários do transporte coletivo serão beneficiados com a implantação dos corredores de ônibus das avenidas Dom Pedro I e Saudade, já com obras de drenagem. Foto: Alexandre de Azevedo (prefeitura de Ribeirão Preto)

Concorrência no valor de R$ 50 milhões visa implantar trechos 2 e 3 do Corredor Norte-Sul

ALEXANDRE PELEGI

A prefeitura de Ribeirão Preto, no interior de São Paulo, lançou aviso de licitação para a implantação dos trechos 2 e 3 do Corredor de ônibus Norte-Sul e a ciclovia Luzitana.

O valor estimado do processo licitatório é de R$ 50 milhões (R$ 50.752.652,86), e a abertura dos envelopes com as propostas está marcada para 14 de maio de 2020.



O trecho 2 do Corredor abrange as avenidas Mogiana, Paschoal Innechi e Meira Junior. Já o trecho 3, será implantado na avenida Independência.

Os corredores fazem parte dos 11 corredores de ônibus que serão implantados em Ribeirão Preto, totalizando 56 quilômetros, e das 27 obras viárias previstas no Programa Ribeirão Mobilidade.

Já foram iniciadas as obras na avenida do Café e, em novembro de 2019, a prefeitura licitou os eixos da avenida Saudade – São Paulo e avenida Dom Pedro I, no valor de R$ 39,7 milhões. A licitação foi vencida pela empresa Coesa Engenharia, com proposta de R$ 39.740.679,60 para implantar os dois corredores. As obras, licitadas em conjunto, serão realizadas pela no prazo de 12 meses e irão beneficiar quase dois milhões e meio de usuários do transporte coletivo urbano. Relembre: Ribeirão Preto abre licitação para corredores de ônibus

Fora os 3 corredores licitados, e a obra da avenida da Saudade, a prefeitura programa construir ainda os seguintes corredores:

– Corredor Av. Presidente Vargas;

– Corredor Norte X Sul – trecho 1 – avenidas Recife, Thomas Alberto Whately e Brasil;

– Corredor Norte X Sul – trecho 4 – av. Independência, Ligia Latuf Salomão, Braz Olaia Acosta e Cel. Fernando Ferreira Leite;

– Corredor Leste X Oeste – avenidas. Castelo Branco, Treze de Maio e ruas Capitão Salomão e Goiás;

– Corredor Leste X Oeste – avenidas Presidente Kennedy, Costábile Romano, Nove de Julho;

– Corredor região central – ruas Lafaiete, Florêncio de Abreu, Visconde de Inhaúma e Barão do Amazonas.

PROGRAMA RIBEIRÃO MOBILIDADE

As 27 obras do programa irão beneficiar os 4.154.118 usuários do transporte público, segundo a prefeitura. O investimento total se aproxima de R$ 500 milhões, sendo R$ 310.000.000,00 provenientes de recursos do Governo Federal e, o restante, do Financiamento à Infraestrutura e ao Saneamento (Finisa) e outras agências de crédito.

Ainda de acordo com a prefeitura, já foram entregues três pontes na avenida Francisco Junqueira, a duplicação da Mugnatto Marincek, as quatro frentes de recapeamento concluídas e o recape da rua Tapajós. Em execução: recuperação da Estrada do Piripau, ampliação da Av. Fernando Ferreira Leite, readequação viária da Praça Hélio Smidt, prolongamento da Av. Dina Rizzi, o viaduto sobre o córrego Retiro Saudoso, os recapeamentos iniciados em outubro, recapes iniciados em 12 de novembro de 2019 e o início da implantação do viaduto na avenida Brasil sobre a avenida Mogiana.

Alexandre Pelegi, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta