Prefeito de Rio Grande da Serra descarta restringir gratuidade para idosos nos ônibus

Segundo o prefeito, Talismã realiza ações de higienização nos ônibus. Foto: Matheus Silva.

Afirmação foi feita por Gabriel Maranhão durante vídeo conferência com a imprensa nesta terça-feira

WILLIAN MOREIRA

O prefeito de Rio Grande da Serra, no ABC Paulista, Gabriel Maranhão, afirmou que a gratuidade para idosos nos ônibus da cidade e medidas para restringir a circulação do grupo de risco não devem ser adotadas.

A afirmação foi feita nesta terça-feira, 07 de abril de 2020, em coletiva de imprensa pela internet. O prefeito também preside o Consórcio Intermunicipal do ABC.

O prefeito afirmou ainda que se preocupa em prejudicar os idosos caso restrinja o acesso ao transporte coletivo ou circulação em vias públicas.

Portanto, mesmo que pessoas com 60 anos ou mais façam parte do grupo de risco do novo coronavírus e devam ficar em casa, restringir não é o caminho, segundo Maranhão.

“Eu fico preocupado em ser muito restritivo e o idoso que utiliza o ônibus para algum assunto importante, seja prejudicado com essa medida em seu compromisso”, disse o prefeito Maranhão.

O chefe do Executivo também explicou que acompanha a movimentação de passageiros nos ônibus. O prefeito relatou ter visto na empresa Talismã, que opera o transporte coletivo da cidade, ações de higienização dos coletivos e a oferta de álcool, medidas necessárias para precaver a transmissão do novo coronavírus.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta