Empresas de ônibus em Petrópolis dizem que terão de escolher quais custos vão quitar

Publicado em: 7 de abril de 2020

Viações afirmam ainda que necessitam de medidas emergenciais para manter a operação

ADAMO BAZANI

As empresas de ônibus em Petrópolis, no Rio de Janeiro, por meio de nota na tarde desta terça-feira, 07 de abril de 2020, “informam categoricamente que terão que fazer escolhas para realizar a quitação dos custos. Já há registros de dificuldades para pagamento total dos vencimentos dos rodoviários (salários), da cesta básica e para a compra de óleo diesel.”

O Setranspetro, sindicato que reúne as companhias, diz que são necessárias medidas emergenciais para socorrer o setor e que segue negociando com a prefeitura “alternativas que possam garantir o equilíbrio dos contratos” para manutenção do serviço de transporte, que é considerado essencial.

As viações descartam paralisar a operação, mas alegam dificuldades financeiras geradas pela queda de demanda de passageiros entre 70% e 80% diante das medidas de restrição à circulação de pessoas, apontadas pela OMS – Organização Mundial da Saúde como única forma de conter o avanço da Covid-19, doença que teve origem na China, para a qual não há vacina e nem um remédio ainda comprovadamente eficaz para a sua cura, apesar de algumas drogas serem pesquisadas e aplicadas em pacientes.

O Setranspetro ainda diz que fechou um acordo com o Sindicato dos Rodoviários que garantiu o emprego de mais de dois mil trabalhadores.

As empresas seguem horários de domingo, com reforço nos horário de pico de acordo com a necessidade. Como as tabelas não são as habituais, a orientação das empresas é para que o passageiro procure saber das novas programações pelos seguintes canais:

– Cidade Real: aplicativo Vá de Ônibus

– Petro Ita: aplicativo da Petro Ita e Aplicativo Vá de Ônibus.

– Cidade das Hortênsias: WhatsApp CDH (24)98808-0928, aplicativo Vá de Ônibus e Facebook da empresa.

– Cascatinha: aplicativo da Cascatinha e aplicativo Vá de Ônibus.

– Turb Petrópolis: telefone da empresa (24) 2220-9150, aplicativo Vá de Ônibus e Facebook da empresa.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta