Coronavírus: Anfavea aponta queda de 21,8% no licenciamento de ônibus novos

No acumulado do ano, por sua vez, a produção de ônibus apresentou uma queda de apenas 2,3%. Foto meramente ilustrativa.

No acumulado do ano, foram licenciadas 3.661 unidades

JESSICA MARQUES

A Anfavea (Associação Nacional dos Fabricantes de Veículos Automotores) apontou uma queda de 21,8% no licenciamento de ônibus novos no acumulado do ano. Os dados foram divulgados nesta segunda-feira, 06 de abril de 2020.

De acordo com a associação, de janeiro a março de 2019 foram licenciados 4.680 ônibus. No mesmo período deste ano, foram 3.661 unidades.

De acordo com o presidente da Anfavea, Luiz Carlos Moraes, a pandemia do novo coronavírus impactou diretamente nestes números e no mercado automobilístico brasileiro, em geral.

“A primeira quinzena de março foi boa. A economia estava rodando em um ritmo normal e no nosso setor não era diferente. Estava em linha com o que estávamos divulgando. Já na segunda quinzena tivemos um forte impacto pela questão coronavírus no Brasil”, afirmou Moraes.

“Tivemos também uma dificuldade nos Detrans e o Contran nos ajudou, mas mesmo assim não foi possível melhorar os números da segunda quinzena”, explicou também.

Moraes afirmou ainda que o setor enfrentou outros problemas por conta da pandemia. Entre eles está o fato de a rede de concessionários não ter sido considerada atividade essencial nos primeiros dias.

“Tomamos uma ação muito rápida, acionamos os governadores e deputados dos 27 estados para explicar que vendas de peças e serviços deveriam ser mantidas, porque temos uma frota circulante no Brasil”, disse o presidente da Anfavea.

Confira os números, na íntegra:

licen

PRODUÇÃO

No acumulado do ano, por sua vez, a produção de ônibus apresentou uma queda de apenas 2,3%. De janeiro a março deste ano foram produzidas 5.974 unidades, enquanto no mesmo período de 2019 foram 6.116 ônibus.

Entretanto, diversas montadoras anunciaram paralisações na produção, como mostrou o Diário do Transporte:

– Marcopolo (23 de março a 03 de abril)

– Busscar (23 de março a 29 de março, com possibilidade de prorrogação)

– Comil (25 de março a 04 de abril)

– Caio (24 de março a 31 de março – em abril, retomou a produção com metade da jornada e dos salários)

– Mercedes-Benz (30 de março a 19 de abril)

– Volkswagen Caminhões e Ônibus (30 de março a 20 de abril)

– Volvo (30 de março a 30 de abril)

– Scania (30 de março a 13 de abril)

Confira, na íntegra, os dados de produção divulgados pela Anfavea:

WhatsApp Image 2020-04-06 at 12.11.37

EXPORTAÇÕES

A pandemia do novo coronavírus também afetou as exportações de ônibus. De acordo com a Anfavea, a queda foi de 51,5% no acumulado do ano.

De janeiro a março de 2020, foram exportados 1.009 ônibus, enquanto no mesmo período do ano passado foram vendidas 2.080 unidades para o exterior.

Confira os dados:

exportações

Jessica Marques para o Diário do Transporte

 

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Deixe uma resposta