MPT pede frota de ônibus e trens normal em São Paulo nos horários de pico, mesmo com a quarentena

Ônibus na capital paulista. Houve lotação em várias linhas, o que contraria recomendação da OMS

Secretarias estadual e municipal de transportes têm 72 horas para responder questionamentos do órgão

ADAMO BAZANI

O Ministério Público do Trabalho do Estado de São Paulo pediu às secretarias estadual e municipal de transportes que, pelo menos nos horários de pico, as frotas de ônibus, trens e metrô funcionem como qualquer dia normal mesmo com a demanda reduzida em mais de 70% por causa das medidas de restrição à circulação de pessoas para conter a velocidade do avanço da Covid-19, doença ocasionada pelo novo coronavírus, que teve origem na China.

O órgão entende que, no caso principalmente dos ônibus, é difícil controlar a lotação e as aglomerações devido ao tamanho da rede e a quantidade de linhas.

Após receberem a notificação do órgão, ambas as secretarias terão 72 horas para responder uma série de questionamentos sobre as linhas e horárias.

O MPT alega ainda que as recomendações das autoridades de saúde são para que as aglomerações sejam evitadas.

Segundo o órgão, mesmo com as medidas de isolamento social, fechando parte do comércio e todas as instituições de ensino, há muitos trabalhadores de setores essenciais que estão em atividade e correm risco de se contaminar e contaminar também colegas e familiares.

A SPTrans informou que colocará mais 401 ônibus em circulação a partir de segunda-feira, 06 de abril de 2020. A medida totaliza em um reforço de 795 coletivos à frota em operação para atender a população que precisa continuar se deslocando durante a quarentena.

Na terça-feira (31/03), a frota foi ampliada em 151 ônibus, na quarta-feira (01/04) em mais 50; na quinta-feira (02/04) foram mais 30 ônibus e, na sexta-feira (03/04) outros 163, todos distribuídos em diversas linhas. Já na segunda-feira (06/04) mais 401 ônibus em circulação.

Adamo Bazani, jornalista especializado em transportes

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. JOSE LUIZ VILLAR COEDO disse:

    Temos que ter muitíssimo cuidado nesses dias… entre dia 06 e 30 de Abril deste duríssimo Ano! Segundo o Ministério da Saúde e outros especialistas será o pior momento de contágio da PESTE!

Deixe uma resposta