SPTrans anuncia reforço em 210 linhas de ônibus de São Paulo a partir de segunda

Publicado em: 3 de abril de 2020

Aumento da frota ocorre após reduções motivadas pela baixa demanda durante quarentena. Foto: Adamo Bazani.

Com a medida, próxima semana começará com 401 veículos extras

JESSICA MARQUES

Mais uma vez, a Prefeitura de São Paulo anunciou reforço na frota de ônibus da capital paulista. A medida foi tomada após reduções motivadas pela baixa demanda durante a pandemia do novo coronavírus.

Desta forma, por meio da Secretaria Municipal de Mobilidade e Transportes, a SPTrans colocará mais 401 ônibus em circulação a partir de segunda-feira, 06 de abril de 2020. A medida totaliza em um reforço de 795 coletivos à frota em operação para atender a população que precisa continuar se deslocando durante a quarentena.

Com o novo acréscimo após as reduções, a frota nas ruas chegará a 47,28% de um dia útil, enquanto o número de passageiros está em 27%, conforme divulgado pela SPTrans.

Os ônibus adicionais serão distribuídos estrategicamente em 210 linhas de todas as regiões da cidade, como terminais e estações de trem e metrô, que foram definidos após uma criteriosa análise de demanda realizada pelos técnicos de campo da SPTrans, verificando índices de ocupação de linhas, além de considerar também mensagens de passageiros para identificar os pontos onde será necessário realizar ajustes”, diz trecho da nota da SPTrans.

“Mesmo após os ajustes realizados nesta semana e já para o início da semana que vem, as equipes de campo da SPTrans seguem monitorando a movimentação de passageiros durante todo o período de quarentena e fará os ajustes necessários para adequar a frota à demanda e garantir o transporte público à população, em especial aos trabalhadores de serviços essenciais”, completa o órgão.

A SPTrans informou ainda que o acréscimo destes veículos busca equilibrar a oferta do transporte público à demanda de passageiros em algumas linhas específicas.

Além disso, desde quinta-feira, terminais de ônibus com grande movimentação de pessoas também contam com marcações no chão para delimitar o espaço das filas e evitar aglomerações.

Relembre: Coronavírus: SPTrans marca distância entre passageiros em filas de terminais de ônibus

Confira a relação de locais que receberão reforço de frota a partir de 06 de abril:

Centro
– Terminal Amaral Gurgel
– Terminal Parque D. Pedro II
– Terminal Princesa Isabel

Zona Norte
– Terminal Amaral Gurgel
– Terminal Parque D. Pedro II
– Terminal Princesa Isabel
– Terminal Jardim Britânia
– Terminal Pirituba
– Terminal Vila Nova Cachoeirinha
– Metrô Santana
– Metrô Tucuruvi

Zona Oeste
– Terminal Lapa
– Terminal Pinheiros
– Metrô Barra Funda

Zona Leste
– Terminal Aricanduva
– Terminal Cidade Tiradentes
– Terminal Penha
– Terminal São Mateus
– Terminal Sapopemba
– Terminal Vila Carrão
– Metrô Artur Alvim
– Metrô Belém
– Metrô Guilhermina-Esperança
– Metrô Itaquera
– Metrô Patriarca
– Metrô Penha
– Metrô Tatuapé

Zona Sul
– Estação de Transferência Água Espraiada
– Terminal Campo Limpo
– Terminal Capelinha
– Terminal Grajaú
– Terminal Guarapiranga
– Terminal Jardim Ângela
– Terminal João Dias
– Terminal Sacomã
– Terminal Santo Amaro
– Terminal Varginha
– Metrô Capão Redondo
– Metrô Conceição
– Metrô Jabaquara
– Metrô Morumbi

Linhas reforçadas a partir de 6 de abril

Clique aqui e veja quais as linhas que terão reforço da frota a partir de 6 de abril.

MUDANÇAS NA FROTA

Ao longo da semana, a SPTrans anunciou diversas alterações na frota. As mudanças foram aplicadas para adequar a quantidade de ônibus disponíveis à demanda do dia a dia, mesmo com a quarentena.

Relembre:

Nesta sexta-feira, SPTrans coloca mais 163 ônibus em circulação, diz Caram

SPTrans coloca mais 30 ônibus em circulação na capital paulista nesta quinta

SPTrans anuncia mais 50 ônibus em outras 24 linhas a partir desta quarta-feira, 01º

SPTrans vai colocar mais 151 ônibus em 37 linhas a partir desta terça-feira, 31

SPTrans reduz ainda mais a frota de ônibus de São Paulo

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta