Com queda de 72% de passageiros, Bauru reduz frota de ônibus

Foto: Divulgação Grande Bauru

Medida adotada pelas empresas de transporte da cidade do interior paulista busca evitar maiores prejuízos e garantir o pagamento dos funcionários

WILLIAN MOREIRA

Com a queda significativa do número de passageiros transportados diariamente na cidade de Bauru, interior de São Paulo, a Transurb (Associação das Empresas de Transporte Coletivo Urbano de Bauru) anunciou a redução da frota de coletivos em operação na cidade. A medida visa evitar prejuízos maiores às empresas, como o não pagamento dos compromissos financeiros, principalmente o salário dos funcionários.

A forte queda na demanda é decorrente da quarentena instituída pelo estado como forma de enfrentamento da pandemia do coronavírus, que reduziu o convívio social e retirou as pessoas de circulação.

Desde a última quinta-feira, 02 de abril de 2020, foi colocado em prática a “Operação Adaptada”, que define a circulação com uma frota em quantidade suficiente para atender a demanda atual de passageiros, sem causar aglomerações e atendendo de maneira satisfatória a população.

Estão nas ruas 60% dos veículos das empresas Grande Bauru e Cidade Sem Limites.

Segundo dados fornecidos pela Transurb, apenas 28% dos passageiros em relação a dias normais têm utilizado os ônibus, saindo de 112 mil pessoas/dia para os 32 mil/dia atuais.

O final de semana também registrou uma diminuição no número de usuários, com o sábado saindo de 56 mil para 16 mil e aos domingos de 22 mil para 7 mil pessoas transportadas.

Ao mesmo tempo, 13,88% dos motoristas foram afastados por estarem no grupo de risco de contágio pelo Coronavírus, caindo de 360 para 310 profissionais em atividade.

Os cuidados sanitários seguem mantidos, com a higienização interna dos veículos acontecendo periodicamente após as viagens, preservando a segurança dos funcionários e passageiros.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Vou utilizar esta matéria, pois ela contém um dado e porque tive a ideia do comentário ao ler a mesma.

    Conforme a teoria by Paulo Gil; “FEZ 40 APOSENTA”.

    Isso mesmo, depois dos 40 todos nós descobrimos que Papai Noel não existe; que só tem êxito que é “amigo do rei” ; bem como todo ser humano tem um sonho pessoal/profissional.

    Eu por exemplo queria ter sido motorista de buzão rodoviário, mas por “n” fatores não fui.

    Porém continuo tendo meu sonho de ter o meu buzão; claro se as “fiscalizadoras” e o zilhão de leis do BarsiLei assim o permitir; mas creio que nesta encarnação não será possível, pois os Jurássico de plantão continuam cada dia mais Jurássicos e atrapalhando o BarsiLei de prosperar.

    Eu ainda não fiz uma média geral, mas observem um dado interessante na matéria, no caso do buzão da cidade de Bauru:

    “Ao mesmo tempo, 13,88% dos motoristas foram afastados por estarem no grupo de risco”

    Vou trazer para reflexão alguns raciocínios:

    1) Se a teoria de aposentadoria do Paulo Gil já sido implementada pelos Jurássicos de plantão, hoje teríamos 0% de pessoas do grupo de risco trabalhando.

    2) Se antes do COVID-19 os colaboradores com mais de 40 anos encontram dificuldades de colocação no mercado de trabalho, imaginem após o COVID-19.

    3) sem contar que a partir do COVID-19, além de público e notório ficará na mídia o % de colaboradores do grupo de risco na ativa; ou como preferirem de 60 anos ou mais.

    Isto sem dúvida levará as empresas a grandes reflexões o que poderá ocorrer ainda mais o agravamento quanto a contratação de colaboradores acima de 40 anos.
    Calma antes que alguém reclame já vou me antecipar e expor algumas questões.

    – Os colaboradores acima de 40 anos são capazes sim de desenvolver atividades laborais, e não é o Paulo Gil que os rejeita e sim o mercado (claro que toda regra tem exceção).

    Embora eu mantenha a minha teoria de que fez 40 aposenta.

    Mas voltemos ao raciocínio do comentário.

    A partir do COVID-19, as empresas vão pensar duas vezes e com certeza daqui pra frente os colaboradores com mais de 60 anos serão diminuídos gradativamente pela lógica e pela exposição do tema e dos indicadores.

    Portanto, ainda não sei qual o índice médio de colaboradores registrados com mais de 60 anos em atividade (com certeza o INSS sabe); mas daqui para frene a teoria do Paulo Gil “FEZ 40 APOSENTA” ficará mais necessária ainda.

    Duvidam? Espere o COVID-19 acabar e o capitalismo voltar a respirar firme e forte.

    E antes que alguém reclame mais uma vez , vou explicar outra questão com relação a minha teoria do “FEZ 40 APOSENTA”.

    A aposentadoria aos 40 anos, a princípio parece ser pejorativa, discriminatória e financeiramente inviável; mas não é nada disso; vejamos:

    Aposentando-se aos 40 anos, a economia irá girar pelos seguintes motivos:
    – Os jovens da geração NENÊM (Nem estuda e nem trabalha), passarão a ocupar o mercado de trabalho.
    – Os maiores de 40 terão a oportunidade de realizar os seus sonhos e empreender naquela área que sempre sonharam, mas que por motivos diversos não o fizeram.
    – Quem quiser dormir, pescar, viajar que o façam, estarão também movimentando a economia.

    E assim graças do COVID-19 este me trouxe a esperança de que seja colocada em prática o FEZ 40 APOSENTA a teoria do Paulo Gil.

    Ahhhhhhhhhhhhhhh e antes que venha mais uma reclamação:

    E dinheiro para custear a aposentadoria aos 40 anos?

    Simples:

    1) É só extirpar o desperdício do dinheiro do contribuinte (Aero BOMBA, Usina de Belo Monte, Aerotrem Zona Sul de Sampa, VLT de Cuiabá, Metro Laranja e todo o resto que tem no BarsiLei afora), que sobrará dinheiro e muiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiiito dinheito

    2) Eliminar um zilhão de leis;

    3) Os pós 40 aposentados irão consumir e produzir gerando emprego, impostos e renda;

    4) Aumentar a produtividade do Congresso Nacional e dos poderes executivo, legislativo e judiciário, menos falatório e disse que disse e mais trabalho.

    5) Parar de pensar JURASICAMENTE.

    Ministro Paulo Guedes está ai a minha contribuição para o BarsiLei ser rentável, para o senhor eu não cobro royalties em respeito a sua inteligência.

    Pena que a sua inteligência esta encapsulada pelos JURÁSSICOS.

    E como não poderia de ser, tenho de finalizar este comentário com a célebre frase de Rui Barbosa.

    HÁ TANTOS BURROS MANDANDO EM HOMENS DE INTELIGÊNCIA, QUE, ÀS VEZES, FICO PENSANDO QUE A BURRICE É UMA CIÊNCIA.

    (RUI BARBOSA)

    Att,

    Paulo Gil
    “ # O BARSILei NÃO PODE PARAR “

  2. Paulo Gil disse:

    Amigos, bom dia.

    Complementando:

    O COVID-19, já realizou uma ideia a Paulo Gil, que é limpar os buzões de Sampa internamente.

    Quem sabe o COVID-19 vai realizar mais um; acelerando a aposentadoria aos 40 anos de IDADE.

    Pode demorar como demorou para limpar o buzão, mas a aposentadoria aos 40 anos de idade vai chegar em breve o COVID-19 garante.

    Ahhhhhhhhhhhhhhhhh ia me esquecendo; o COVID-19 realizou mais um sonho meu a telemedicina, afinal segundo o Paulo Gil, a primeira consulta em qualquer médico é totalmente improdutiva, dispendiosa e inútil.

    A primeira consulta no médico só serve para uma coisa, pegar uma guia de “n” exames.

    Calma, nada contra os exames facilitam e deixam precisos os diagnósticos e as prescrições medicamentosas.

    Mas pra pegar uma guia de exames, basta uma tele consulta, simples assim.

    Dr. Estou com dor no calcanhar esquedo.

    O médico emite a guia de exames para dor de calcanhar esquerdo pelo sistema, que vai ao convênio para autorização, que segue para o laboratório mais perto da casa do paciente, que o laboratório já agenda via zapzap para o paciente, o paciente faz o exame o laboratporio envia ao médico e o médico passa a receita via zapzap ao paciente.

    Simples assim, esta é outra ideia velha do Paulo Gil, mas parece que agora com o COVID-10 ela será realidade.

    Atenção planos de saúde, aumentem seus lucros basta aplicar mais esta ideia a lá Paulo Gil e facilitar a vida do MUNDO.

    Sempre lembrando que toda regra tem exceção e que casos graves terão outro protocolo.

    Basta os órgãos da áres médica e os JURÁSSICOS acordarem e levantarem do berço esplendido e fazer acontecer.

    Mais uma ideia loka do Paulo Gil? NÃO

    Ontem passou uma reportagem na imprensa televisiva.

    VIVA o COVID-19″

    O VIRUS CONTRA OS JURÁSSICOS DE CARTEIRINHA E DE PLANTÃO.

    Abaixo segue uma teoria que eu desenvolvi ontem:

    “O SER HUMANO É O COVID DA TERRA” (© by Paulo Gil – 02.04.2020)

    Att,

    Paulo Gil
    # o BARSILei NÃO PODE PARAR”

  3. DIEGO disse:

    A saúde vem em primeiro lugar, mas, infelizmente muita gente ai vai perder o emprego.

Deixe uma resposta