Coronavírus: João Pessoa prorroga suspensão do transporte público por mais 15 dias

Publicado em: 2 de abril de 2020

Anúncio foi feito pelo prefeito Luciano Cartaxo, por meio das redes sociais. Foto: Divulgação.

Linhas de ônibus que transportam profissionais de saúde operam normalmente

JESSICA MARQUES

O prefeito de João Pessoa, Luciano Cartaxo, informou nesta quinta-feira, 02 de abril de 2020, que determinou a suspensão temporária do transporte público por mais 15 dias. As linhas de ônibus que transportam profissionais de saúde estão asseguradas.

Para a medida, o prefeito atualizou o decreto que iria encerrar no próximo sábado, 04, determinando a medida. O objetivo é coibir a disseminação do novo coronavírus na cidade.

Relembre:Coronavírus: João Pessoa suspende transporte coletivo a partir de hoje

“A luta pela vida se tornou um grande desafio, no mundo todo. Países que começaram a enfrentar o vírus, antes do Brasil, sofreram muito até entender o melhor caminho. Hoje existe uma unanimidade, baseada na ciência e nas evidências: o isolamento social é uma necessidade. Não há um prazo definido, mas não se pode correr riscos com precipitações. Ficar em casa é salvar vidas. Nada é mais seguro, no combate à Covid-19, do que a prevenção. Todos precisam seguir esta recomendação”, disse o prefeito.

Cartaxo apontou ainda a necessidade de frear a disseminação do vírus e reafirmou que os resultados dependem da participação de todos.

“Em João Pessoa, vamos seguir com as medidas restritivas adotadas até aqui, fazendo avaliações diárias. O transporte público fica suspenso por mais 15 dias, até 19 de abril, com as linhas de ônibus garantidas para profissionais de saúde. Aulas também permanecem suspensas, assim como o funcionamento de shoppings, bares, restaurantes, academias de ginástica e salões de beleza. Serviços essenciais continuam abertos, assegurando saúde, abastecimento e as condições básicas para cumprirmos rigorosamente este isolamento”, comentou.

Jessica Marques para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:

Deixe uma resposta