Transporte urbano de Indaiatuba tem novas alterações nesta quinta (02)

Linhas deixam de operar fora do horário de pico, com outras fazendo o trajeto compartilhando, percorrendo mais bairros

WILLIAN MOREIRA

A Prefeitura de Indaiatuba, no interior de São Paulo, anunciou nesta quarta-feira, 1º de abril de 2020, que a partir da meia-noite do dia 02, o transporte coletivo realizado na cidade terá a frota reduzida fora do horário de pico, devido a baixa procura pelo serviço.

Para a medida, a administração municipal atendeu um pedido da empresa “Sou Indaiatuba”, responsável pelo transporte de ônibus. A companhia alegou uma menor procura pelo transporte fora do horário de maior movimento, resultado das medidas de distanciamento social promovidas pelo Governo do Estado para impedir a transmissão do coronavírus.

Desta maneira, no horário de pico da manhã (até às 9h) e na parte da tarde (das 16h às 19h) a operação será mantida, como vem acontecendo desde o dia 24 de março de 2020, com a quantidade de ônibus como em dias de domingo.

A principal mudança é no horário de entre-pico, fora do período de maior movimento, com somente nove linhas atendendo os bairros que já circulam e fazendo um percurso compartilhado e maior, atendendo também outras localidades.

Confira as linhas que vão operar nestes horários de menor movimento:

* 302;
* 303;
* 304;
* 309;
* 313;
* 321;
* 322;
* 328;
* 331.

Em nota enviada à imprensa, o Secretário de Administração, Orlando Schneider Vianna, explica que a redução resulta em viagens com os ônibus praticamente vazio, não sendo necessário manter tantos veículos em circulação.

“Houve grande redução de passageiros em horários de menor movimento. “Estávamos tendo linhas fazendo viagens com pouquíssimos passageiros no entre pico, então não havia sentido manter tantos ônibus circulando. Reforço que esta é uma medida provisória e quando terminar a determinação de distanciamento social, o transporte urbano voltará a funcionar normalmente em Indaiatuba. Novos ajustes poderão ser feitos conforme a demanda de passageiros”, explica o secretário.

As medidas devem ser mantidas pelo menos até o término do decreto estadual de quarentena e caso o passageiro necessitar de informações sobre itinerários, pode entrar e contato via telefone 3518-7800 ou pelo aplicativo Sou – Sistema de Ônibus Urbano.

Willian Moreira em colaboração especial para o Diário do Transporte

Compartilhe a reportagem nas redes sociais:
Comentários

Comentários

  1. MARCOS NASCIMENTO disse:

    Nesta reportagem mais uma vez está provada a perfeita ligação existente entre os politicos e as empresas de onibus nas cidades de porte médio. A empresa ou empresas pedem ao poder público e este prontamente tal qual um cachorrinho atende ao empresariado. Voce que reside em qualquer cidade do Brasil e acompanha pelos jornais e mídia local as notícias do transporte coletivo da sua cidade há algum tempo, certamente já percebeu esta estreita relação entre a politica e os empresários locais sejam eles da área de transporte ou de outros serviços. É o famoso toma lá dá cá. Tem cidades pelo Brasil que a gerenciadora pública do transporte consegue abocanhar até 20% de tudo que o sistema de transportes arrecada e então, quanto maior for a tarifa, mais retorno tem em dinheiro para a prefeitura que arrecada fábulas de dinheiro em impostos e outros estranhos acordos feito com os empresários locais que como recompensa ditam as normas do transporte, o tipo de onibus que eles querem colocar nas ruas, os horários sempre suprimidos a cada mexidinha etc…

  2. ROSIMEIRE Fabiano BORGES disse:

    Portal do sol está sem ônibus, estamos precisando de que coloquem pelo menos uma linha nós ajude por favor

Deixe uma resposta